Primeira Classe Rafaela Borges

Batalhas de carros que estão pegando fogo

Há diversos boas disputas sem final definido no mercado de carros. Quem levará a melhor entre Ka e HB20, Tracker e EcoSport, Virtus e Cronos, Kicks, HR-V e Creta…

Ford Ka
Ford Ka Mês a mês, modelo se alterna com HB20 na vice-liderança de vendas (Foto: Sergio Castro/Estadão)

Encerrado o primeiro terço do ano, já ficou claro que algumas brigas do mercado de carros só vão ter desfecho no fim do ano. O principal exemplo é a disputa entre Ka e HB20. Mês a mês, um dos modelos fica na frente, e é impossível apostar qual vai terminar o ano na vice-liderança de vendas.

LEIA TAMBÉM

Há outras brigas muito boas que já se desenharam no primeiro quadrimestre. No segmento de SUVs compactos, há duas disputas: uma pela ponta e outra por posições intermediárias.

A primeira envolve HR-V, Kicks e Creta. A outra é entre o EcoSport e uma das surpresas de 2018, o Tracker.

 

Você também pode conversar comigo no meu perfil do Instagram e minha página no Facebook

 

Por fim, os dois novatos do mercado, Virtus e Cronos, também estão muito próximos em vendas. Embora o Virtus esteja na frente, o Cronos se aproxima perigosamente.

Veja, abaixo, os detalhes dessas quatro batalhas.

 

CONFIRA: CARROS QUE ANDAM MUITO E GASTAM POUCO COMBUSTÍVEL

 

Ka x HB20

Essa briga teve início no fim do ano passado. Ali, o Ford Ka começou a aparecer à frente do HB20. O modelo da Hyundai conseguiu terminar 2017 na frente.

Porém, em 2018, a briga esquentou. O Ka sobressaiu no primeiro trimestre, e ficou pouquíssimas unidades à frente do HB20 no encerramento do período.

Abril chegou, e com o mês a reação do HB20 – prejudicando o HB20S, por limitações de produção da Hyundai. Agora, o carro da marca sul-coreana soma 33.618 emplacamentos no ano. O Ka tem 32.790.

São menos de mil unidades de diferença, e uma briga bem aberta. Para melhorar, os dois estão de mudança.

O HB20, na verdade, já mudou. A Hyundai mostrou nesta quinta-feira (10) a versão reestilizada do carro (veja aqui). Já o facelift do Ka deve chegar em meados deste ano.

E aí, qual vai conseguir terminar o ano na frente? Em minha opinião, vai depender da capacidade da Hyundai de conseguir produzir unidades suficientes do HB20 para superar o Ka.

Isso porque a fábrica da marca em Piracicaba (SP) já está no limite da capacidade da produção. Se houver um aumento de demanda  além do esperado pelo Creta, por exemplo, o HB20 pode sofrer as consequências – com leve redução de produção em determinado mês.

E essa redução, mesmo leve, pode prejudicar o Hyundai nessa briga tão equilibrada com o Ford Ka.

Virtus x Cronos

Quando se olha o ranking do primeiro quadrimestre do ano, o Virtus parece ter uma grande vantagem. Afinal, são 8.462 emplacamentos para o VW e 5.038 para o Fiat.

Porém, essa briga está mais equilibrada do que os números acumulados sugerem. Isso porque o Cronos foi lançado um mês depois do Virtus.

Assim, ao se observar o resultado mensal, os carros estão bem mais próximos. Em abril, o Virtus teve 3.862 emplacamentos e o Cronos, 3.382.

Qual dos dois leva essa? Em meu ponto de vista, o Cronos ainda está em fase de aquecimento e tem tudo para “decolar” de vez nos próximos meses. Afinal, ele é bem mais barato que o Virtus.

Porém, se a disputa continuar tão equilibrada, o mês de vantagem do Virtus vai fazer toda a diferença no fim do ano. Nesse cenário, minha aposta é o Volkswagen.

Tracker x EcoSport

O Tracker começou o ano de 2018 muito forte. No primeiro quadrimestre, houve mês em que ele chegou a ficar à frente do EcoSport na briga pelo quinto lugar do ranking de SUVs compactos.

Isso é um avanço e tanto, pois o Chevrolet conseguiu ultrapassar, de uma só vez, o WR-V e os dois Renault (Captur e Duster). No ano passado, ele brigava com o 2008 pelo último posto entre os SUVs compactos das marcas mais relevantes do País.

O EcoSport conseguiu abrir um pouco de vantagem nos últimos meses, mas o Tracker continua bem próximo. De janeiro a abril, foram vendidos 9.955 exemplares do Ford, ante 9.212 do Chevrolet.

Qual é a aposta para o fim do ano? A minha é o EcoSport, e a razão é simples. O Tracker vem do México, e seus volumes podem não ser tão altos a ponto de superarem a produção nacional do modelo da Ford.

Não é à toa que a Chevrolet está preparando, para substituir o Tracker, um SUV compacto feito no Brasil. Afinal, perder briga por limitações de importação pode ser muito frustrante para uma empresa, né?

Kicks x HR-V x Creta

Esta será uma das brigas mais emocionantes do ano, e a de aposta mais difícil. O Creta começou o ano mal, mas reagiu em abril, mês em que foi o segundo SUV compacto mais vendido (atrás do Renegade).

O Kicks, por sua vez, deixou o Creta para trás em todo o primeiro trimestre. No mês de março, conseguiu seu momento de maior glória: liderou o segmento de SUVs.

Em abril, voltou a aparecer na frente do HR-V. E qual é o resultado dessa bagunça? O HR-V ainda é líder dos SUVs compactos no acumulado do ano, com 16.354 emplacamentos.

O Kicks, porém, está muito próximo, com 16.020 unidades vendidas. O Creta é só o quarto colocado, mas creio que logo vai ultrapassar Renegade.

O Jeep se beneficiou do início fraco do Creta. Além disso, teve um mês de abril muito forte. Porém, acho que o mais natural é que o Creta fique à frente do Renegade no encerramento de 2018.

No entanto, pelas mesmas dificuldades enfrentadas pelo HB20 (limitação de capacidade produtiva), o Creta é o “azarão” na disputa pela liderança.

Minha aposta é que essa disputa fique entre Kicks e HR-V, e maio deixará as coisas mais claras. Se o Nissan continuar vendendo mais, se torna favorito. Caso contrário, essa condição passa a ser do Honda.

É importante ficar de olho também nas vendas diretas do Kicks, que estão muito fortes. Essa modalidade consiste em negócios fechados diretamente entre fábricas e pessoas jurídicas (frotistas, empresas, taxistas, entre outros) e portadores de necessidades especiais.

As vendas diretas representaram, em abril, cerca de 55% das vendas do Kicks. Já a Honda tem participação ínfima no atacado. Ou seja: essa briga não vai depender apenas do gosto do consumidor, mas também da capacidade da Nissan de fechar bons contratos.

ATUALIZADO ÀS 16H29 DE 11 DE MAIO DE 2018

 


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Mais artigos