Primeira Classe Rafaela Borges

O carro que é o ‘pesadelo’ de Creta e HR-V

Após ganhar espaço de maneira gradual, SUV Kicks desbanca HR-V e está próximo de liderar o segmento de compactos

SUV Kicks
SUV Kicks Design cativante, espaço interno e oferta de tecnologia são os principais atributos (Foto: Gabriela Biló/Estadão)

Nem Creta, nem HR-V. Kwid e Polo? Talvez! Mas ambos pertencem a outro segmento. Na categoria mais badalada do Brasil atualmente, a de utilitários-esportivos compactos, o candidato a maior sucesso do ano é uma surpresa. Trata-se do SUV Kicks, da Nissan.

LEIA TAMBÉM

Além disso, quando o assunto é vendas, o SUV Kicks tem sido o pesadelo de HR-V e Creta. Quando foi lançado, em agosto 2016, o Nissan não foi apontado por especialistas como uma aposta para liderar o segmento.

No ano passado, diversos SUVs chegaram ao mercado: Creta, Captur, WR-V, EcoSport reestilizado… O SUV Kicks, que vinha do México, foi nacionalizado, ganhando mais versões – antes só havia a de topo.

 

Você também pode falar comigo no Instagram (confira aqui) e no Facebook (veja aqui)

 

O modelo foi ganhando força no mercado após a nacionalização. Facilmente, deixou o EcoSport para trás. Porém, a aposta era de que a briga pela liderança dos SUVs compactos ficasse entre HR-V e Creta – o que, de fato, ocorreu em 2017.

Então, veio 2018, e uma grande surpresa. O SUV Kicks de cara já deixou o Creta para trás. Não satisfeito, foi o utilitário-esportivo mais vendido em março, à frente até do Jeep Compass.

Em abril, mais uma vitória: mesmo fora do primeiro lugar, o SUV Kicks voltou a ficar à frente do HR-V. Com isso, está muito próximo de ultrapassar o Honda no acumulado do ano.

De janeiro a abril, foram emplacadas 16.354 exemplares do HR-V. Com isso, o Honda está apenas 334 emplacamentos à frente do SUV Kicks. O Nissan registrou 16.020 unidades vendidas no mesmo período.

Dependendo do ritmo de maio, o SUV Kicks pode ultrapassar o HR-V já no encerramento do mês. A não ser que o Honda consiga uma bela reação.

Os dois estão bastante à frente do terceiro SUV compacto mais vendido, o Jeep Renegade (13.426). O Creta é quarto colocado, com 13.399 emplacamentos.

Mesmo com o Renegade em terceiro, minha aposta é que a briga pela liderança, este ano, fique entre Kicks, Creta e HR-V.

 

VEJA TAMBÉM: CARROS COM OS QUAIS NINGUÉM SE IMPORTA

 

O SUCESSO DO SUV KICKS

A Nissan nunca foi uma marca de altos volumes. March e Versa que o digam. São carros com emplacamentos razoáveis, muito abaixo dos registrados pelos hatches e sedãs compactos com que concorrem.

Com o SUV Kicks, porém, a história está sendo diferente. Com o bom custo-benefício que é típico da marca japonesa, o modelo alcançou um ótimo posicionamento dentro do segmento de SUVs compactos.

Além de atraente, consegue aproveitar a oferta baixa de alguns concorrentes. Exemplo: o Creta.

O Hyundai, que logo caiu no gosto do brasileiro, tem um problema de entrega. A fábrica da montadora em Piracicaba (SP) está no limite de capacidade, e produz outros dois modelos de muito sucesso, o HB20 (vice-líder do Brasil) e o HB20S.

Com isso, falta Creta no mercado em algumas ocasiões (entenda aqui). Quem quer um SUV compacto faz o que? Recorre ao Kicks, que é igualmente espaçoso, mais bem acabado e tem ainda mais tecnologia que o Hyundai, dependendo da versão.

O preço é sempre mais baixo que o do HR-V, outro modelo que tem atributos muito semelhantes aos do Creta. Assim, minha opinião é que o Kicks é mais bem sucedido na missão de cativar os clientes do Hyundai que o Honda.

O QUE MAIS O SUV KICKS TEM?

O apelo de design do Kicks é bem forte. O Nissan é um carro bonito, que chama a atenção nas ruas mesmo hoje, quase dois anos após o lançamento.

Beleza é um critério muito importante para o brasileiro. Em meu ponto de vista, entre os fatores emocionais que levam à compra, é o que mais conta.

Tanto é verdade que o Etios, um carro acessível de uma das marcas mais desejadas do Brasil, a Toyota, não conseguiu ir bem em vendas nos seus primeiros anos. Razão? O visual não agradou. Entenda como o Etios conseguiu se converter em sucesso.

O espaço desejado pelo consumidor de utilitários-esportivos o SUV Kicks também tem. Seu porta-malas e entre-eixos superam os de Tracker e EcoSport, por exemplo. Nesses quesitos, ele é como o Creta e o HR-V.

A versão de topo do SUV Kicks também é cheia de tecnologias. Traz controle dinâmico de chassi, que melhora a estabilidade, câmera de 360° e uma central multimídia boa e fácil de usar.

E há o preço, que vai de R$ 72.990 a R$ 98.890. Para comparação, o HR-V custa entre R$ 81.900 e R$ 108.900. O Creta é um pouco mais próximo: vai de R$ 76.350 a R$ 102.580.

O QUE O SUV KICKS NÃO TEM?

O carro da Nissan deixa a desejar, mesmo, em desempenho. O motor 1.6 flexível é fraco para seu peso. Além disso, o câmbio CVT não é dos mais modernos e eficientes.

Como contrapartida, ele é econômico para o segmento. Além disso, o SUV Kicks, assim como alguns outros modelos do mercado, ajuda a comprovar um fato: o brasileiro, no geral, parece não se importar se o carro é rápido ou não.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Mais artigos