Chery Tiggo 9 Salão de Pequim
Thais Villaça/Estadão

Chery Tiggo 9 plug-in ganha patentes e deve chegar ao Brasil em 2025

Chery Tiggo 9 deve estrear no Brasil em breve na versão híbrido plug-in; modelo chega para rivalizar com Haval H6 PHEV19 e BYS Song Plus

Por Adrielle Farias 14 de jun, 2024 · 4m de leitura.

O novo Chery Tiggo 9 híbrido plug-in (PHEV) deve fazer sua estreia no mercado brasileiro em breve. Isso porque a marca já registrou as patentes do modelo no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), ou seja, podemos esperar o lançamento para o ano que vem. Tal como o Jornal do Carro antecipou, o Tiggo 9 foi revelado durante o Salão de Pequim em abril deste ano pelo Grupo Caoa, responsável por comercializar os modelos da Chery no Brasil. Inclusive, o modelo a combustão também já teve suas patentes registradas aqui no País.

A grande novidade é esta versão plug-in, ou seja, o veículo pode ser recarregado na tomada. Desta forma, o novo SUV da Chery deve estrear com a opção de 7 lugares, assim como seu “irmão” Tiggo 8. Contudo, os consumidores também poderão optar pela configuração de 5 lugares. Cabe ressaltar que o modelo chega para brigar com outros dois híbridos plug-in: o Haval H6 PHEV19 e o BYD Song Plus.

O que sabemos sobre o Chery Tiggo 9 PHEV

Outro grande destaque nesta nova versão fica por conta da autonomia de incríveis 1.400 km (ciclo WLTP). Na parte mecânica, o conjunto combina o motor 2.0 turbo a gasolina de 238 cavalos com o motor elétrico de 224 cavalos, que rendem no total 366 cavalos de potência e 40,8 mkgf. Nas dimensões o Tiggo 9 PHEV tem 4,82 metros de comprimento, 1,93 metros de largura e 1,71 metros de altura. Aliás, o SUV é um pouco maior que o Jeep Commander.


patente
INPI/Divulgação

Além disso, a distância de entre-eixos é de 2,82 metros, o que deve garantir ao modelo um espaço confortável para os passageiros do banco traseiro. No visual, o novo modelo híbrido não chega com muitas modificações em relação a versão a combustão.

Chery Tiggo 9 Salão de Pequim
Thais Villaça/Estadão

Entre os destaques estão as rodas de 20″, as lanternas horizontais e o telo solar panorâmico, por exemplo. Vale destacar o porta-malas que tem capacidade para 717 litros, mas, há a possibilidade também de expansão até 2.021 litros. Por fim, enquanto não chega ao Brasil, a comercialização do modelo também deve ocorrer na Rússia e na China.

Siga o Jornal do Carro no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Como é acelerar o novo Ford Mustang GT Performance

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.