Notícias

Fiat e Jeep terão SUV e crossover elétricos com baterias da BYD

Além do elétrico urbano da Fiat, SUV pequeno da Jeep possivelmente empregará baterias da mesma fornecedora. Produção dos dois modelos começa em 2023

Emily Nery, para o Jornal do Carro

03 de mai, 2021 · 5 minutos de leitura.

palio" >
Fiat Centoventi
Crédito:Crédito: Fiat/Divulgação

Há um pouco mais de dois anos, durante o Salão de Genebra, a Fiat apresentou o conceito Centoventi EV, carro urbano elétrico que poderia vir ao Brasil sob o nome de Palio. Agora, o grupo Stellantis deu aval para construção do crossover elétrico da Fiat e de um SUV pequeno da Jeep na fábrica do grupo em Tychy, na Polônia. Com a intuito de baratear seu preço, o novo modelo da marca italiana utilizará baterias da empresa chinesa BYD.

De fato, de Palio, o conceito não tem nada. Ele mais lembra o nosso atual Uno. Comparações à parte, o premiado protótipo foi lançado como uma prévia do hatch elétrico Fiat Panda com a missão de ser uma opção mais barata ao Fiat 500e e concorrer com o Dacia Spring, uma variante elétrica do Kwid.

Para isso, o simpático modelo começará a ser fabricado em julho de 2023 na fábrica polonesa de Tychy, local onde seus “primos” Fiat 500 e Lancia Ypisilon são construídos. Além disso, ele utilizará a mesma plataforma do Peugeot 208 e do novo C3 brasileiro, a CMP.

Fiat Centoventi
Crédito: Fiat/Divulgação

A fim de chegar no mercado como um modelo popular, a Fiat precisou ser estratégica na escolha das baterias. De acordo com o site Automotive News Europe, a Fiat confirmou que o novo carro usará somente as baterias fornecidas pela chinesa BYD, fabricante de automóveis, baterias e componentes eletrônicos.

A troca de fornecedores, da chinesa CATL para BYD, mostra um mudança na tecnologia das baterias, bem como uma tentativa em reduzir o preço final do veículo.



Autonomia prolongada

Ainda é um mistério se a versão final do produto seguirá o sistema de adição de baterias apresentado na época do Salão. Ele apresenta uma motorização elétrica que com bateria substituível e atualizável. Desse modo, os clientes poderiam adicionar até três células de bateria extras após a compra do veículo. O objetivo visava ampliar a autonomia, que poderia variar de 100 km a 500 km.

Por enquanto chamado por Projeto 364, o crossover urbano com suspensão mais elevada mede apenas 3,68 metros de comprimento e apenas 1,52 metros de altura. Isto é, 5 cm mais curto que o Dacia Spring (1,73 m) e praticamente a mesma altura que o concorrente.

A imprensa estrangeira acredita que ele seguirá o nome Panda e conviverá com a versão 100% a combustão do hatch. Posteriormente, a configuração elétrica será a única a ser mantida.

Renegade deixará de ser o modelo de entrada com a chegada do futuro SUV pequeno da Jeep

Jeep também terá novo SUV

Seguindo a onda mundial de utilitários esportivos pequenos, a Jeep é a próxima a ingressar nesse segmento. Conforme antecipamos no Jornal do Carro, a marca norte-americana usará a plataforma CMP para produzir o pequeno SUV. Assim, dividirá espaço da fábrica polonesa com o Fiat 500 e com o Panda, por exemplo.

O pequeno jipe, de codinome Projeto 516, iniciará sua produção no final deste ano. Uma versão elétrica do modelo iniciará produção em julho de 2023 e poderá usar as baterias fornecidas pela BYD.

Continua depois do anúncio

Por fim, a planta possivelmente abrigará a produção de um SUV elétrico da Alfa Romeo (conhecido internamente por Projeto 966), cujo início da linha de montagem começará em outubro de 2023.