Rolls-Royce
Electrogenic/Divulgação

Ator de Aquaman transforma Rolls-Royce 1929 em veículo elétrico

Rolls-Royce Phantom II de quase 100 anos atrás troca motor original, um 6 cilindros em linha, por propulsor elétrico de 204 cavalos

Por Vagner Aquino 13 de fev, 2024 · 4m de leitura.

Conhecido por estrelar o filme “Aquaman”, o ator Jason Momoa tem grande ligação com o mundo dos carros. E não estamos falando apenas de sua participação na décima edição da franquia “Velozes & Furiosos”, onde brilhou como o vilão Dante Reyes, a bordo de diversas máquinas e protagonizando alucinantes cenas de perseguição. Desta vez, o astro de Hollywood chamou a atenção da mídia por transformar seu Rolls-Royce Phantom II, de 1929, em um veículo totalmente elétrico.

O trabalho de conversão foi realizado pela Electrogenic, uma renomada empresa britânica de tecnologia de veículos elétricos. Desse modo, o motor original, um 7.7 com seis cilindros em linha que gera potência entre 40 cv e 50 cv foi substituído por um elétrico de 150 kW (potência equivalente a 204 cv) e 31,6 mkgf que extrai sua energia de uma bateria de 93 kWh posicionada abaixo do assoalho do carro. Estima-se autonomia de 240 km.

Rolls-Royce
Ator fez questão de acompanhar o trabalho da Electrogenic do início ao fim (Reprodução/Internet)

Originalmente, cabe salientar, o Phantom II tinha tração traseira e câmbio manual de quatro marchas. A conversão, todavia, inclui uma transmissão personalizada de velocidade única e uma engrenagem de redução fixa, resultando em 101,9 mkgf de torque. O carro também ganhou três modos de direção: Drive, Eco e Sport.

Trabalho árduo

“Para realizar este projeto dos sonhos, tive que encontrar o parceiro certo. Eu precisava de uma equipe que apreciasse a história deste carro enquanto atualizava sua tecnologia”, disse Momoa em comunicado à imprensa. De acordo com o desejo do ator e com a diretriz da Electrogenic, a conversão é totalmente reversível. Cabe destacar que engenheiros, programadores e fabricantes trabalharam ao lado do astro por 18 meses para cumprir a tarefa. A empresa afirma que este foi o processo mais complexo de sua história.

Rolls-Royce
Modelo manteve o design e ganhou funcionalidade também no interior (Reprodução/Internet)

Além de reaproveitar todos os controles e medidores originais do carro, a equipe também atualizou o sistema de frenagem original operado por cabo e adicionou sistema de som de última geração, por exemplo. A empresa também teve que calibrar os freios para trabalhar com um novo sistema de recuperação de energia.

O trabalho feito no Rolls-Royce Phantom II foi documentado por Momoa para sua série “On The Roam”, disponível na HBO Max e Discovery+.


Siga o Jornal do Carro no Instagram!

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.