Polo e Yaris fazem duelo de versões básicas com câmbio automático

VW Polo MSI com motor 1.6 de 117 cv enfrenta Toyota Yaris XL com motor 1.3 de 101 cv. Veja quem levou a melhor

hatches com câmbio automático
COMPARATIVO: VW Polo x Toyota Yaris Crédito: Foto: WERTHER SANTANA/Estadão

Uma das disputas que começaram em 2018 chega a um capítulo inédito neste ano. Polo e Yaris se enfrentam em versões automáticas de entrada. Esse novo embate só foi possível porque na linha 2019 o Volkswagen ganhou opção sem pedal de embreagem associada ao motor 1.6 MSI – que encara o Toyota 1.3 XL com o mesmo tipo de transmissão.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOU TUBE

A partir de R$ 64.850, o Polo levou a melhor, mas a vitória foi apertada. Ele tem motor mais potente, câmbio com melhores respostas, suspensão e direção mais bem ajustadas e tanque maior. O hatch da Toyota parte de R$ 67.090 e é superior na lista de equipamentos, acabamento e seguro, além de ter média de preços das revisões um pouco mais baixa.

Os dois saem de fábrica com trio elétrico, ar-condicionado e central multimídia. A vantagem do Yaris está em itens como ajuste de altura do volante, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve de 15”, faróis de neblina, sistema de acendimento automático das luzes, ajuste elétrico dos espelhos e controles de tração, estabilidade e velocidade de cruzeiro. A favor do Polo há os quatro air bags e o suporte de celular.

+ Toyota Yaris XLS convoca para disputa o VW Polo Highline

No visual, o Toyota chama mais a atenção. Além disso, suas rodas são mais sofisticadas. O desenho do Polo segue o padrão de toda a linha Volkswagen (portanto, não tem identidade). Suas rodas, também com 15”, são de aço.

Internamente, o Toyota é mais bem acabado, enquanto o Polo abusa de plástico duro e sem detalhes cromados. Já no VW há mais porta-objetos, que estão mais bem distribuídos.

O painel de instrumentos do Polo oferece melhor visualização, com grafismo dos mostradores mais limpo que o do Yaris (com detalhes na cor azul no fundo do quadro, que atrapalham a leitura). A tela do computador de bordo do Toyota, na horizontal, é mais confusa.

Polo vai bem em desempenho e ergonomia

O motor 1.6 do Polo não é um primor, mas dá conta do recado com seus até 117 cv e 16,5 mkgf (com etanol). No Yaris, são até 101 cv e 12,9 mkgf, uma diferença considerável. Se somado ao câmbio CVT de respostas mais lentas que o automático convencional do VW, a desvantagem fica mais evidente.

O Polo tem a opção de trocas de marcha manuais (na alavanca). O CVT do Yaris faz o giro do motor subir muito. Por isso, mesmo com isolamento acústico melhor, o barulho do propulsor invade mais a cabine.

VÍDEO DA SEMANA: OS SEGREDOS DO JEEP COMPASS

A suspensão do Polo é mais firme, mas sem castigar os ocupantes. Nas curvas, mantém o carro estável, enquanto a do Toyota deixa a carroceria balançar mais. A direção do VW tem uma calibragem de respostas mais precisas, que cativa quem gosta de guiar.

A ergonomia pesa a favor do Polo. Os bancos dianteiros “abraçam” melhor os ocupantes e o assento é mais longo sob as pernas. A posição de guiar, mesmo sem ajuste de altura no volante, é agradável e fácil de encontrar. Isso, após horas atrás do volante faz diferença.

Os dois hatches compactos são similares em dimensões. Há 300 litros no porta-malas do Polo e 310 l no do Yaris. A distância entre os eixos é praticamente a mesma, e ambos oferecem bom espaço interno.

De acordo com informações do Inmetro, o consumo do Yaris é melhor que o do Polo (veja quadros abaixo). Porém, seu tanque de combustível menor obriga o motorista a parar mais para reabastecer.

OPINIÃO: Vida real com o Polo me convenceu

Eu gosto de dirigir, mas os congestionamentos fazem do câmbio automático uma opção melhor que o manual nas grandes cidades. Entre os dois hatches desse comparativo, eu ficaria com o Polo, por dar um prazer de guiar aliado ao conforto de uma transmissão mais ágil. O CVT do Yaris não é tão bom ou bem ajustado quanto o do Corolla. Apesar de não gostar do interior pobre do modelo da Volkswagen, eu faria vista grossa a esse detalhes graças à praticidade dos porta-objetos.

Já o Yaris é tão completinho que poderia me ganhar. As comodidades que ele oferece são vantajosas na lista de equipamentos. Porém, no período que passei no carro, a ergonomia me incomodou muito. E isso é importante para mim, pois guio longas distâncias diariamente. Além disso, o tanque menor deu a sensação de que o modelo da Toyota é mais gastão que o concorrente.

Prós e contras

VW Polo

Prós: Dirigibilidade. Carro é bom de guiar, além de trazer motor e transmissão que o deixam mais ágil que o concorrente.

Contras: Itens de Série. Modelo da Volkswagen só vem com o básico. Apenas os quatro air bags se destacam ante a lista do rival.

Toyota Yaris

Prós: Equipamentos. Lista de itens de série é mais completa que a do Polo; pacote é bem servido de
comodidades.

Contras: Desempenho. Quem faz questão de agilidade deve optar pelo Polo ou a versão 1.5 do Yaris, que anda mais que a 1.3 flexível.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas