Notícias

Toyota revela conceito de nova geração do Mirai

Modelo movido a hidrogênio ganha linhas mais elegantes e tecnologia a bordo. Mirai foi primeiro carro a hidrogênio do mundo

Redação

12 de out, 2019 · 3 minutos de leitura.

mirai
Mirai foi primeiro modelo a hidrogênio produzido em série
Crédito:Foto: Toyota/Divulgação
mirai

A Toyota mostrou o conceito da nova geração do Mirai, seu modelo movido a célula de combustível de hidrogênio. O novo Mirai está praticamente pronto e deverá começar a ser vendido em alguns mercados no fim de 2020. O visual chama atenção, pela elegância e por ser radicalmente diferente do primeiro modelo, lançado em 2015.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

A nova geração tem ares de cupê, e certo parentesco com os modelos da Lexus, a marca de luxo da Toyota. A abordagem é notavelmente menos exótica do que no primeiro Mirai. O visual mais inspirado deverá servir para atrair mais compradores para o modelo.

Além das linhas mais atraentes, O Mirai 2021 passa a ter tração traseira, ante a dianteira do antigo modelo. A Toyota está determinada a fazer do modelo um carro mais desejado pelo público geral. Segundo o engenheiro chefe do modelo, Yoshikazu Tanaka, a marca tentou criar um modelo com apelo emocional e design atraente.

Apesar de ter sido apresentado como conceito, o interior já é o do carro de produção. O painel é virtual e há uma central multimídia com tela de 8 polegadas no centro da cabine. Como opcional, o modelo a hidrogênio pode ter espelho retrovisor interno que também mostra imagens da câmera traseira.

Para a nova geração, a Toyota aumentou a autonomia para cerca de 630 quilômetros. O sistema de célula de combustível ficou mais eficiente e o tanque de hidrogênio cresceu.

Mirai pioneiro

O Mirai foi o primeiro carro movido a célula de hidrogênio produzido em série. O sistema gera eletricidade para mover o carro e emite apenas água, da combinação de hidrogênio com oxigênio. A maior vantagem em relação aos carros elétricos convencionais é na hora de abastecer. O procedimento é semelhante ao de carros a gasolina ou diesel, e leva apenas alguns minutos.