Você está lendo...
Volkswagen revela o ID.Aero, sedã elétrico rival do Tesla Model 3
Mercado

Volkswagen revela o ID.Aero, sedã elétrico rival do Tesla Model 3

Protótipo da Volkswagen antecipa substituto do Passat que carrega motor elétrico e baterias capazes de proporcionar autonomia de até 620 km

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

28 de jun, 2022 · 4 minutos de leitura.

Volkswagen
Modelo tem estilo fastback e faróis com tecnologia LED Matrix
Crédito:Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen revelou o seu primeiro sedã 100% elétrico que vai disputar mercado com o Tesla Model 3 - carro a baterias mais vendido do mundo na atualidade. O ID.Aero teve imagens divulgadas e revela formas com toques futuristas, tal como a nova Kombi elétrica, mas também elegantes o suficiente para considerá-lo o sucessor do tradicional Passat.

Volkswagen/Divulgação

Com o fim dos carros a combustão previsto para a próxima década, o clássico sedã da marca alemã não deverá ganhar nova geração. Por outro lado, o ID.Aero surge sobre a plataforma MEB para completar a gama ID, que já tem o hatch ID.3, os SUVs ID.4 e ID.5, e a van ID.Buzz inspirada na velha Kombi. Com esses modelos, a Volkswagen dá um passo rumo à liderança do mercado de carros elétricos, atualmente dominado pela Tesla, do bilionário Elon Musk.


Conforme noticiado pelo Jornal do Carro recentemente, um estudo da Bloomberg Intelligence apontou que a VW deve ultrapassar a empresa norte-americana em 2024.



Detalhes

O ID.Aero é grande e tem 5 metros de comprimento. De acordo com a Volkswagen, o sedã tem linhas fortemente pensadas para priorizar a aerodinâmica, como o teto inclinado na traseira, ao estilo cupê. Isso, portanto, contribui para um coeficiente aerodinâmico (Cx) de apenas 0,23. Demais medidas, como entre-eixos, por exemplo, ainda não foram divulgadas.

Volkswagen
Volkswagen/Divulgação

O que se sabe por enquanto é que o protótipo virá com um pacote robusto de baterias de íons de lítio com capacidade de 77 kWh. Assim, terá autonomia de até 620 km (ciclo europeu WLTP). Potência, torque e outros detalhes continuam em sigilo.

Em relação ao visual, o ID.Aero se destaca pela barra luminosa que une os faróis com LEDs Matrix - como no irmão Taos. No mais, o protótipo usa rodas enormes de 22 polegadas. As lanternas vão de ponta a ponta da carroceria, ao estilo dos primos da família e-tron, da Audi. Além disso, não há maçanetas nas portas. No lugar delas, superfícies táteis e iluminadas.

A produção do ID.Aero será feita na China a partir do segundo semestre de 2023. Segundo especulações, o modelo se chamará ID.7. Nos Estados Unidos e Europa, o sedã com linhas de cupê estreia no mesmo período, com produção em Emden, na Alemanha. Por enquanto, não há previsão da vinda do modelo ao Brasil. Entretanto, a julgar pelos recordes nas vendas de carros elétricos no País, é provável que o futuro sedã venha a partir de 2025.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Deixe sua opinião