Primeira Classe Rafaela Borges

Coisas que não te contaram sobre o HB20

Você acha que já sabe tudo sobre o HB20? Alguns fatos, porém, podem te surpreender

Hyundai HB20
Hyundai HB20 Crédito: JF Diorio/Estadão

Ele é um sucesso no mercado brasileiro. Mesmo sendo de uma marca que acabava de estrear no Brasil (em partes, como explicaremos melhor abaixo), já estreou despertando expectativa no consumidor do País. Estamos falando do HB20.

Se você é consumidor de carros compactos, é bem provável que já tenha sonhado em ter um HB20. Ou que já tenha sido dono de um. Talvez, você seja proprietário de um HB20.

Vídeo da semana: Histórias sobre Senna que você nunca ouviu antes

Mas será que você sabe tudo sobre o carro? Há algumas coisas que provavelmente não te contaram sobre o HB20. Contaremos agora.

Veja também: Dez usados legais até R$ 30 mil

 

Duas Hyundai

O hatch da Hyundai ocupa há alguns anos a vice-liderança de vendas. Em 2017 e 2018, ele chegou a ser ameaçado pelo Ka, mas conseguiu ficar na frente.

Isso para um carro de uma empresa relativamente nova no País. E aí está a primeira coisa sobre o HB20 que você talvez não saiba (embora os mais antenados no mundo automotivo já conheçam bem essa história).

O HB20 é produzido pela Hyundai Motor Brasil (HMB), empresa que estreou no Brasil em 2012. Trata-se da subsidiária brasileira da marca sul-coreana.

Mas a Hyundai não está aqui há quase 20 anos? Sim! Porém, antes de 2012, a marca era representada pela empresa brasileira Caoa (que hoje detém também, no País, Subaru e Chery).

LEIA TAMBÉM

Com a chegada da  HMB, hoje há duas Hyundai no Brasil. A subsidiária faz Creta, HB20 e HB20S em Piracicaba. A Hyundai-Caoa produz ix35 e Tucson em Anápolis (GO), além de ser responsável pelos importados. As concessionárias, inclusive, são separadas.

O logotipo, porém, é o mesmo. E todos os carros são da sul-coreana Hyundai. Deu para entender?

Sucesso do HB20

Vocês já ouviram falar no i20? O HB20, essencialmente, é esse carro. Mas, ao mesmo tempo, não é. E esse é o segredo do seu sucesso.

Em vez de “tropicalizar” o i20, a Hyundai decidiu construir, sobre a plataforma desse hatch, um veículo totalmente ao gosto do brasileiro. Isso foi um feito e tanto para uma empresa que nem no Brasil estava.

Foram pelo menos três anos de clínicas antes da chegada. O pessoal da Coreia do Sul falou com todo mundo: consumidores, concessionários, consultores, jornalistas.

Nas clínicas iniciais, feitas em um local escuro no centro de São Paulo, diversos sul-coreanos que mal sabiam se comunicar em inglês (muito menos em português) já deixaram bem claro qual era o objetivo: construir pelo menos dois carros para o Brasil, um inspirado no Gol e outro no EcoSport.

Sim, o Gol foi o ponto de partida do HB20. Na época, era o carro mais vendido do Brasil. A ideia era fazer um hatch aos moldes da VW e com preço bastante competitivo – o bom custo-benefício foi algo que a Hyundai-Caoa conseguiu associar à marca sul-coreana no Brasil.

Vendas

O HB20 foi um sucesso imediato. Porém, não um vice-líder imediato. Levou tempo até ele conseguir chegar a esta posição, a qual parece não querer mais abandonar.

Em 2013, primeiro ano cheio de vendas, o HB20 foi o nono carro mais emplacado do País, apenas 12 unidades atrás do seu arquirrival até hoje, o Onix.

No ano seguinte, o Hyundai foi sexto e em 2015 (ano em que o Onix assumiu a liderança), terceiro. O segundo lugar veio pela primeira vez em 2016 apenas (quatro anos após o lançamento).

Vídeo da semana: Avaliamos a clássica esportiva Triumph Speed Twin

 

Outras curiosidades

O HB20 passou anos com um problema de central multimídia. Apenas as versões mais caras do carro tinham o sistema.

Isso era um grande problema, já que a central multimídia sempre foi o maior apelo do arquirrival Onix.

Hoje, há multimídia em todas as versões, exceto a Unique, de entrada. O sistema é chamado de blueMedia e vem com TV digital – uma exclusividade no segmento.

Outro ponto importante sobre o HB20 é que ele é, no segmento, o carro com mais apelo junto ao consumidor nas concessionárias. Ele é o único da categoria, entre os mais vendidos, a ter mais de 56% de suas vendas provenientes de negócios fechados no varejo.

Tanto que, no varejo, o HB20 é vice-líder. Nas vendas no atacado, fica fora da lista dos dez mais emplacados.

Veja também: Carros com consumo de combustível muito alto

Mais artigos

Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais