Primeira Classe

SUVs que tomaram um chá de sumiço

Duster é um dos utilitários-esportivos dos quais não ouvimos falar faz tempo

Rafaela Borges

23 de abr, 2019 · 6 minutos de leitura.

Renault Duster" >
Renault Duster
Crédito: Foto: Rafael Arbex/Estadão

"Oi, sumido." Essa frase se encaixaria perfeitamente a alguns SUVs do mercado brasileiro, seja do segmento compacto ou entre os maiores. Entre os pequenos, os exemplos são o Duster e o WR-V.

Partindo para os segmentos de modelos maiores, o Toyota RAV4 é um dos exemplos de SUVs sumidos. Um pouco acima dele, do Journey a gente não ouve falar há muito tempo. E do Trailblazer, então?

Mas o que é um carro sumido? É bom esclarecer: não é um carro que não está entre os mais vendidos. Isso pode até contribuir para um modelo ser considerado "sumido", é claro.


Porém, um exemplo: Tiggo 2 e Tiggo 5X. Os modelos não disputam as primeiras posições entre os SUVs. Muito longe disso. Considerando toda a categoria, este ano são 15º e 19º colocados entre os mais emplacados, respectivamente.

LEIA TAMBÉM

Ainda assim, eles estão muito longe de serem SUVs sumidos. As pessoas falam muito neles, são curiosas, perguntam, comentam. Não à toa: eles estão em evidência em campanhas publicitárias, e geram interesse. Além de terem bom custo-benefício como apelo.


Sumido é aquele "cara" do qual não ouvimos falar há muito tempo. Ou seja: ele não teve grandes inovações (ou nenhuma) nos últimos meses, nem promoções que o colocaram em evidência. Ou seja: não houve fatos que tenham levado as pessoas a falarem neles.

Veja também: Carros que perderam prestígio no Brasil

Duster e os compactos sumidos

Desde o lançamento do WR-V, dois anos atrás, e de sua primeira campanha, não escutamos falar muito mais do SUV. Ele teve poucas alterações de preços e quase nenhuma novidade.


Não é à toa que, após um primeiro ano razoável, o WR-V acabou caindo bastante no ranking de vendas do segmento. Hoje, é o 12º mais vendidos do universo dos SUVs e décimo considerando apenas os compactos.

O Duster vende melhor, mas anda bem sumido. Este ano, junto com todo o restante da linha Renault, teve mudanças no preço.

Na verdade, foram mais que mudanças: o Duster teve uma imensa redução no preço. A Renault, porém, nem comunicou essa novidade. A imprensa descobriu.


O Duster também ganhou recentemente uma central multimídia mais moderna (junto com Sandero e Logan). E só.

Fora esses pequenos fatos, o Duster definitivamente tomou chá de sumiço. E nada de surpreender no ranking de vendas, pois isso ao menos gera notícia.

Enquanto HR-V, Kicks, Creta e Renegade disputam as primeiras posições entre os SUVs compactos, o Duster fica na dele, e não ameaça nem o EcoSport. Este ano, o Renault é o sétimo mais vendido entre os SUVs compactos.


 

Outros SUVs

De vez em quando, escuto perguntas de amigos sobre o Dodge Journey. Muitos, ao pesquisar sobre um SUV de sete lugares, se surpreenderam ao saber que o modelo ainda existe no Brasil e tem um custo-benefício tão bom.

Isso porque o Journey é sumido. Há muito tempo não há campanhas fortes sobre ele, nem novidades na linha. Mas ele ainda está entre nós.


Vídeo da semana: M2 Competition e TT RS vão para a pista

O RAV4 no ano passado teve algumas campanhas, e até embalou em vendas. Mas agora, parece estar apenas à espera da chegada da nova geração. Sumido, teve apenas 680 emplacamentos neste ano, e há muito tempo não se ouve falar dele.


Foram menos unidades vendidas que as 718 do Trailblazer, outro "sumido" das paradas. Enquanto o principal rival, Hilux SW4, tem vendas surpreendentes e está toda hora no noticiário (geralmente pelas boas vendas), o Chevrolet é pura discrição.

Aliás, é discreto até nas ruas. É muito difícil ver um Trailblazer rodando por aí. O SUV só fica em evidência em eventos como o Salão da China, na qual foi mostrada sua nova geração (que não deve vir ao Brasil).

Veja também: Os SUVs mais vendidos em março

Newsletter Jornal do Carro - Estadão

Receba atualizações, reviews e notícias do diretamente no seu e-mail.