Primeira Classe Rafaela Borges

Carros que perderam muito espaço em 2018

Mesmo com o avanço do mercado, alguns carros de destaque recuaram em vendas e participação

Fiat Mobi hatches compactos
Hatches compactos Vendas do Mobi caíram 8,8% (Foto: Rafael Arbex/Estadão)

O ano de 2018 foi de crescimento para as vendas de automóveis e comerciais leves – 13,7% de alta. Porém, mesmo nesse contexto, alguns carros perderam muito espaço. Especialmente os hatches compactos.

Analisamos aqui o desempenho dos modelos que, em 2017, estavam entre os 25 mais vendidos. Desse grupo, uma parte considerável perdeu espaço: nove veículos.

Cinco deles são hatches compactos. Os demais são sedãs, sendo um pequeno e um médio. As razões das quedas são variadas. Vão desde canibalização (fenômeno em que um modelo “rouba” clientes de outro, da mesma marca) até reposicionamento de produto.

Os números foram obtidos a partir de dados oficiais divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

VEJA TAMBÉM: OS CARROS MAIS VENDIDOS EM 2018

Hatches compactos

Os carros que mais perderam espaço em 2018 são deste segmento. E, dos quatro modelos que recuaram tanto em vendas quanto em participação (posição no ranking), três são subcompactos.

O Uno é o que teve a maior queda, de 55,6% ante 2017. Além disso, caiu para a 46ª posição no ranking no ano passado. No anterior, havia sido o 20º mais vendido do País.

LEIA MAIS

Outro subcompacto da Fiat, o Mobi também perdeu espaço, com queda de 8,8% nas vendas e a 14ª posição do ranking – ante a nona ocupada em 2017.

Nos dois casos, a principal razão foi a chegada do Kwid. O Renault, que chegou no fim de 2017, teve em 2018 seu primeiro ano completo de vendas – e foi o sétimo carro mais emplacado do País.

Apesar de ter dimensões mais próximas às de hatches compactos convencionais, o Mobi veio com preço de subcompacto. Ou seja: atacou em cheio principalmente o Mobi.

O Uno, mesmo tendo passado por reposicionamento ainda em 2017 (ficou mais caro), também sofreu bastante. Vale ressaltar que ele já havia perdido mercado no ano anterior.

A Volkswagen, que também viu seu Up! sofrer por causa do Kwid, resolveu mudar a estratégia para o carro. Ele deixou de ser um modelo de entrada para passar a ser de nicho. Assim, perdeu as versões mais baratas e passou a ter preço inicial maior que o do Polo.

Além da chegada do Kwid, contribuiu para o reposicionamento do Up! o sucesso do Gol, que registrou bom crescimento no segmento de entrada. Já o subcompacto da Volks foi da 21ª posição em 2017 para a 30ª em 2018, e viu seus emplacamentos caírem 39,8%.

Outra vítima do Kwid

Também chama a atenção a queda do Sandero, que começou no fim do ano passado, após a chegada do “irmão” Kwid. Aqui, portanto, temos um caso de canibalização.

O Sandero ocupou a sexta posição do ranking em 2017. Em 2018, caiu para a 13ª. Além disso, registrou 22,2% de queda nas vendas.

Linha Etios

Outros que perderam bastante espaço no ano passado foram os dois Etios, hatch e sedã. Por causa da chegada do Yaris, que também traz essas duas carrocerias, a Toyota resolveu reposicionar o veterano.

Por isso, tirou de linha suas versões mais caras, que concorreriam diretamente com o Yaris. O resultado veio rapidamente. Mês a mês, o Etios, um dos hatches compactos de destaque em 2017, foi perdendo mercado.

VÍDEO RELACIONADO: TUDO SOBRE O YARIS

 

No fim de 2018, conseguiu apenas a 30ª posição do ranking, ante a 15ª do ano anterior. Suas vendas caíram 27,8%.

No caso do sedã, a queda nos emplacamentos foi de 32,4% e ele ficou na 39º posição no ranking – ante a 24ª obtida em 2017.

VEJA TAMBÉM: OS SUVS MAIS VENDIDOS EM 2018

Sedãs

Além do Etios Sedan, outros três carros com essa carroceria perderam espaço. Dos médios, o Corolla começou a sentir os efeitos do crescimento da participação dos SUVs compactos e médios. Com isso, caiu da sétima para a 11ª posição no ranking. Suas vendas recuaram 10,8%.

O Voyage perdeu espaço com a chegada do Virtus, que se tornou o segundo sedã compacto mais vendido do Brasil (atrás do Prisma). O VW veterano teve queda de 19,9% nas vendas e de oito posições no ranking (ficou com a 25ª).

Já a queda nas vendas do HB20S foi insignificante, de 0,25%. Porém, ele perdeu três posições no ranking de vendas. No ano passado, obteve a 26ª.

Conheça meu perfil no Instagram

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Incrível foto de bonde em uma das infindáveis ladeiras the São Francisco by @theinkedshooter #sanfrancisco #california #sfo #instadaily #sunset #viagem #trip #travel #eua

Uma publicação compartilhada por Rafaela Borges (@rafaelatborges) em

 

 

 


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Mais artigos