Você está lendo...
Recall do Chevrolet Tracker por risco de incêndio envolve quase 80 mil unidades
Recall

Recall do Chevrolet Tracker por risco de incêndio envolve quase 80 mil unidades

Recall envolve 79.930 unidades do SUV da Chevrolet fabricadas entre 25 de outubro de 2019 e 5 de abril de 2022. Reparo pode ser agendado nas concessionárias

Vagner Aquino, especial para o Jornal do Carro

14 de abr, 2022 · 4 minutos de leitura.

Ranking Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker é o mais vendido entre os SUVs, superando VW T-Cross e Hyundai Creta
Crédito:Chevrolet/Divulgação

A General Motors anunciou um recall de 79.930 unidades do Chevrolet Tracker. De acordo com a empresa, os veículos envolvidos no chamado foram produzidos entre 25 de outubro de 2019 e 5 de abril de 2022. Portanto, são dos anos-modelo 2020 a 2022. Conforme a fabricante, há risco de falha nos pré-tensionadores dos cintos de segurança dianteiros. Assim, as peças defeituosas podem causar incêndio, e portanto, ocasionar lesões graves, ou mesmo fatais, aos ocupantes do SUV. Isso porque o acionamento do dispositivo é feito por meio de uma espoleta.

Assim, em caso de acidente ou frenagem severa, as fagulhas podem gerar incêndio. Portanto, o reparo consiste na instalação de uma proteção no isolador acústico do carpete. Bem como dos pré-tensionadores dos cintos de segurança dianteiros.

Segundo a GM, os donos dos veículos envolvidos no recall devem contatar o quanto antes com uma concessionárias Chevrolet. Os agendamentos já podem ser feitos. Porém, o início do atendimento começa no dia 13 de maio. O serviço é gratuito e leva cerca de duas horas e meia para ser feito.


De acordo com a fabricante, os modelos que devem atender o recall têm números de chassis entre LB900009 e NB202060. Ou seja, todas as versões do Chevrolet Tracker estão incluídas no chamado.

DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Antes de mais nada, para saber se o veículo dever ser levado à oficina, o proprietário deve ligar para o número 0800 702 4200 (grátis) ou enviar mensagem no (11) 99882-8157. Assim também, dá para se informar no site www.chevrolet.com.br/servicos/recalls. O agendamento para o serviço de recall pode ser feito pelos mesmos canais.


Latin NCap reforça que há riscos

Em comunicado enviado à redação, o Latin NCap, que realiza testes de colisão, informa que o defeito foi, portanto, previamente constatado em simulações. O órgão, em síntese, relata haver constatado risco de incêndio nos pré-tensionadores dos cintos de segurança dianteiros em caso de colisão.

"Este mesmo evento tinha provocado um recall próprio da marca há mais de 12 meses. A unidade utilizada pelo Latin NCap para seus testes tinha incorporadas as alterações relativas a este recall", esclarece o comunicado do Latin NCap.

Além disso, o Latin NCap informa que há dificuldade de soltar a fivela do cinto de segurança do passageiro dianteiro após impacto. Da mesma forma, revelou que está em contato com a GM e que notificou os órgãos responsáveis por atuar nesse tipo de caso.


O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier
Oferta exclusiva

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier