Um carro cinquentão com incríveis 300 cv

Todo restaurado, Buick Skylark 1969 teve a potência de seu motor V8 ampliada

Buick Skylark 1969
Buick Skylark 1969 Fotos: Valeria Gonçalvez/Estadão

Para o empresário Ricardo Braz, tamanho é documento. Ao menos, quando o assunto é veículo antigo. Todos os modelos desse tipo que atraem o interesse dele têm um importante detalhe por baixo do capô. “Minha paixão é por ‘motorzão’. Eu sempre quis um (carro com motor) V8”, ele conta. É o caso do Buick Skylark desta reportagem.

Quando começaram a buscar seu primeiro antigo, Ricardo e a esposa Fabiana conheciam apenas modelos como o Dodge Charger. Um anúncio na internet, porém, lhes apresentou o Buick Skylark de 1969 desta reportagem. E foi um verdadeiro amor à primeira vista.

“Adoramos o carro porque, além de ter motor V8 e visual invocado, ele é muito confortável na estrada, enquanto outros muscle cars são duros”, diz Fabiana. “Hoje, eu nem acho mais os Dodge tão legais”, completa o marido.

“No Brasil há apenas outros dois exemplares iguais ao meu, com carroceria cupê. As variantes de quatro portas não têm um aspecto tão esportivo.”

Braz é o terceiro proprietário dessa unidade do Buick Skylark – antes, o cupê teve um dono no Rio de Janeiro e outro no Rio Grande do Norte. O negócio foi fechado em agosto de 2017. “Fui ver o carro e troquei por ele o Volkswagen Fusca 2014 que eu tinha, com motor preparado de 400 cv”, conta o empresário.

Reforma do Buick Skylark

Com cerca de 137 mil km rodados, o Buick Skylark está tinindo, depois de uma restauração completa feita em 2014. Bancos e painéis das portas ainda são os originais. Braz preferiu deixar em casa as rodas de fábrica, feitas de aço e guarnecidas com calotas. “Instalei rodas esportivas de 17 polegadas, mais adequadas a um muscle car”.

Nos três meses seguintes à compra, o empresário passou todas as noites na garagem, fazendo melhorias no acabamento do carro. Para deixar o V8 Small Block com ainda mais pegada de “motorzão”, ele recorreu a um amigo de infância do pai, mecânico com experiência em antigos. Como resultado da intervenção, a potência saltou de 260 cv para 300 cv.

Espírito jovem

O Buick Skylark circula semanalmente, entre eventos de antigos e viagens para o interior paulista. Dos comentários que provoca nas ruas, grande parte são especulações sobre seu consumo de combustível.

“Perguntam se eu sou sócio de algum posto de gasolina, mas ele não é tão ‘gastão’ como imaginam. Faz uma média de 4 km/l na cidade e até 10 km/l em rodovias”, diz o proprietário.

É na estrada, aliás, que o Skylark mostra a que veio. “Ele faz o mesmo tempo de viagem de um carro moderno. Nas rodovias, consigo dirigir sempre na faixa da esquerda”, conta Braz.

“É só acelerar que ele desenvolve, chega fácil a 180 km/h. Mas não cometo loucuras. Se precisar brecar a essa velocidade, com os freios a lona dele, você está perdido.”

A aquisição não poderia ter deixado o empresário mais realizado. Do desenho da carroceria ao ronco encorpado do motor V8, tudo é motivo de elogios rasgados. “Mesmo com as limitações de um antigo, é um carro perfeito. A cada vez que entro nele, é como se o estivesse pegando pela primeira vez. Não saberia dizer do que não gosto nesse Buick”, derrete-se Braz.

O Skylark também causa sensação no Instagram, onde tem mais de 4 mil seguidores e, de acordo com os donos, recebe elogios até em árabe.

“Quando chegamos a um evento, o pessoal já reconhece nosso carro e pede fotos com ele, como se fosse um artista”, orgulha-se Fabiana. O empresário tem até uma teoria para explicar o sucesso do Buick.

“O muscle car é o carro antigo do público jovem. Quem curte e tem esse tipo de veículo não são os ‘coroas’, mas também gente entre 25 e 40 anos de idade.”


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas