Placa Amarela Roberto Bascchera

Religião sobre rodas

Não faltou festa para comemorar o Dia Nacional do Fusca

Em novembro de 1988, um grupo de amigos ligados ao Sedan Clube do Brasil se reuniu para planejar um grande evento em Interlagos, o Encontro Nacional do Fusca, que culminaria com a instituição de um dia dedicado ao besouro, o 20 de janeiro. Desde 1989, o Dia Nacional do Fusca faz parte do calendário dos apaixonados por esse ícone da indústria automobilística mundial.

Algum tempo depois, com autorização formal da Volkswagen do Brasil, o Sedan Clube, fundado em 1985, passou a se chamar Fusca Clube do Brasil. E a paixão pelo carro entre os aficionados só cresceu.

Hoje, quase 30 anos depois, o Fusca ainda é reverenciado em festas por todo o País no mês de janeiro. No domingo (21/01), mais de mil besouros e derivados da família Volkswagen com motor refrigerado a ar, foram reunidos pelo Fusca Clube do Brasil em um shopping center de São Bernardo do Campo.

Entre os participantes, destacou-se o Fusca branco do eletricista aposentado José Ribeiro da Silva, de 60 anos. Ao lado de Carlos André Ribeiro da Costa, de 40, ele percorreu 3 mil quilômetros ao volante do besouro, no trajeto entre Igarassu, em Pernambuco, e São Paulo. “Já viajei o Nordeste inteiro nesse Fusca”, contou. “Não é um carro tão confortável para uma viagem tão longa, mas as amizades que a gente faz por causa dele compensam tudo.”

No estacionamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, no Ibirapuera, a Associação dos Proprietários de Veículos Antigos do Estado de São Paulo (APVAESP) realizou seu sétimo encontro e o Fusca foi uma das estrelas.

Veja imagens:

Os pernambucanos José e Carlos: 3.000 km de viagem. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Fusca em São Bernardo do Campo. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Karmann Ghia TC, um clássico. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Personalização, sempre presente. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Crianças e a paixão pelo Fusca. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Brasília, “irmã” do Fusca. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Karmann Ghia TC, Um clássico. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Transformado em conversível. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Interior em couro: capricho. Roberto Bascchera/Estadão
Fusca da Telesp marcou época nas ruas de SP. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
“Acessórios” do Fusca da Telesp. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Brasília na marcante tonalidade Verde Místico. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Um acessório de época no capô dianteiro do Fusca. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
“Rolê” de Kombi. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Muita gente foi ao evento em São Bernardo. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Um raro Fusca “split window”. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Mini Fusca, diversão garantida para a garotada. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
“Horácio”, de Ervin Moretti, presidente do Fusca Clube do Brasil
Carros do acervo do Fusca Clube do Brasil. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Um rat look com portas suicidas. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Um lindo exemplar 1955. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Criançada se divertiu. Foto: Roberto Bascchera/Estadão
Saveiro, Karmann Ghia e SP-2, todos com motor refrigerado a ar. Foto: Roberto Bascchera/Estadão


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Mais artigos