Você está lendo...
Elétrico Mercedes-Benz EQC chega por R$ 477.900
Lançamentos

Elétrico Mercedes-Benz EQC chega por R$ 477.900

Mercedes-Benz EQC, o primeiro SUV elétrico da marca, estreia na versão 400, já está à venda no Brasil e começa a ser entregue em junho

José Antonio Leme

11 de fev, 2020 · 6 minutos de leitura.

Mercedes-Benz EQC
4b8124fd-5971-449f-820c-a82f10f6b710
Crédito:FOTOS: JOSE ANTONIO LEME/ESTADÃO

Um ano após a primeira aparição no Brasil, o SUV elétrico Mercedes-Benz EQC começa a ser vendido no País. O modelo feito na Alemanha tem preço sugerido de R$ 477.900. As primeiras unidades serão entregues em junho.

Equivalente em dimensões ao SUV médio Mercedes-Benz GLC, o EQC 400 tem 4,76 metros de comprimento, 1,62 m de altura e 2,87 m de distância entre os eixos. O novo utilitário-esportivo tem dois motores elétricos, que entregam o equivalente a 408 cv de potência e 78 mkgf de torque.

O Mercedes-Benz EQC 400 tem autonomia de 450 km, de acordo com informações da fabricante. Em tese, isso é suficiente para fazer uma viagem entre as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro com apenas uma carga.


Os bons números são obtidos graças ao pacote de baterias de íons de lítio de 80 kWh, dividido em 384 células. As baterias ficam sob o assoalho do Mercedes-Benz EQC.

A recarga leva cerca de 7,5 horas para ser feita por meio de carregador convencional em tomadas de 220V. Com o carregador rápido, de 400V, é possível recarregar 80% da bateria em cerca de 50 minutos, segundo dados da fbricante.

O EQC 400 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos, de acordo com a Mercedes. Em condições normais de uso, o SUV é movido apenas pelo motor traseiro.


Se houver necessidade de mais força, como em subidas íngremes, por exemplo, o motor traseiro entre em ação. Esse ajuste ocorre de forma automática e transforma o SUV alemão em um modelo 4x4.

O Mercedes-Benz EQC 400 tem garantia de três anos com manutenção incluída. O pacote oferecido no Brasil inclui o Wallbox (carregador rápido) e um ano de eletricidade para recarregamento das baterias pago pela Enel. A empresa do setor de energia elétrica é parceira da Mercedes.


Novos A35 AMG Sedan e CLA 35 AMG

Mercedes-Benz

Durante o evento dedicado ao EQC 400 a Mercedes-Benz também lançou os novos A35 AMG e CLA 35 AMG no Brasil. Os dois sedãs chegam para completar a gama 35 AMG, que já conta com a versão hatch.

O sedã A35 AMG tem preço sugerido de R$ 293.900. O CLA 35 AMG é oferecido em duas versões. A "normal", que chega como ano/modelo 2020/20, parte de R$ 299.900. Já a Launch Edition (modelo 2019/2020), sai por R$ 294.900.


A mecânica é a mesma para os dois carros. O motor é um quatro cilindros de 2 litros com turbo. A potência é de 306 cv a 5.800 rpm e o torque, de 40,7 mkgf entre 3 mil e 4 mil rpm.

O câmbio é automatizado de sete marchas e duas embreagens. A tração é integral.

GLE 400 estreia por R$ 465.900


Outro lançamento da Mercedes-Benz no Brasil é o GLE 400. O SUV grande tem motor 3.0 de seis cilindros com turbo. A potência de 330 cv é entregue entre 3.600 rpm e 4.000 rpm e o torque de 71,3 mkgf surge entre 1.200 rpm e 3.000 rpm.

O câmbio é automático de nove velocidades. A tração é integral.

Com esse conjunto, o GLE 400 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 245 km/h. As informações foram divulgadas pela Mercedes-Benz.


Entre os destaques está o amplo porta-malas, com 630 litros de capacidade. No tanque de combustível, por sua vez, cabem 65 litros de gasolina.

Entre os itens de série há teto solar panorâmico, controles de tração e estabilidade e faróis de LEDs, além de sete air bags. Central multimídia com o assistente virtual MBUX, câmeras com visão de 360°, assistente de estacionamento e head-up display também fazem parte do pacote. Assim como os pneus do tipo run flat, que podem rodar até 80 km a 80 km/h mesmo se estiverem vazios.