Novo Cronos HGT 1.8 é o destaque da linha 2020 do Fiat

Com visual esportivo e motor 1.8 de 139 cv, Fiat Cronos HGT tem preço de R$ 78.490

hgt
FIAT CRONOS HGT É VERSÃO COM VISUAL ESPORTIVO Crédito: FIAT/DIVULGAÇÃO

A versão 1.8 HGT é a principal novidade da linha 2020 do Fiat Cronos. Tabelada a R$ 78.490, a nova opção traz o mesmo trem de força da Precision. O motor é flexível de até 139 cv e o câmbio, automático de seis marchas. Os diferenciais ficaram restritos ao visual. A informação foi antecipada na semana passada pelo Jornal do Carro.

As demais versões foram mantidas, assim como os preços. A de entrada, Cronos 1.3, parte de R$ 58.990. O motor de quatro cilindros flexível gera até 109 cv de potência e 14,2 mkgf de torque (com 100% etanol no tanque). O câmbio é manual de cinco marchas.

Na linha 2020 o modelo passa ter alarme de série. O sedã já sai de fábrica com itens como ar-condicionado, direção com assistência elétrica, chave com telecomando, som com Bluetooth e entrada USB.

Cronos 2020 tem motores 1.3 e 1.8

A versão Drive 1.3 pode ter câmbio manual ou automatizado de cinco velocidades. A primeira, tabelada a R$ 61.990, ganhou LEDs de uso diurno e sensor de obstáculos na traseira. Entre os destaques há central multimídia Uconnect compatível com Apple Carplay e Android Auto. Duas entradas USB (uma para quem viaja atrás) também vêm de série.

Entre os opcionais estão o Kit Convenience, com retrovisores e vidros traseiros elétricos, ar- condicionado digital e câmera na traseira. O Kit Stile acrescenta faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas e banco traseiro bipartido.

A Drive 1.3 GSR tem câmbio automatizado com acionamento feito por meio de botões no console central. A caixa tem função Sport, que proporciona comportamento mais esportivo. Há ainda borboletas atrás do volante para trocas manuais de marcha.

Outros diferenciais são os controles eletrônicos de tração, estabilidade e saída em rampa. Os pacotes Convenience e Stile também são opcionais. O preço sugerido parte de R$ 66.690.

hgt
FIAT/DIVULGAÇÃO
Versões 1.8 vêm com câmbio automático

Na linha 2020, todas as versões com motor 1.8 são oferecidas exclusivamente com câmbio automático de seis marchas. A Precision 1.8, que até então tinha caixa manual, saiu de cena.

A Drive 1.8 vem de série com monitoramento da pressão dos pneus, travas elétricas, volante com regulagem de altura, sistema de partida a frio sem tanquinho de gasolina e painel de instrumentos com tela de TFT de 3,5 polegadas. O preço sugerido parte de R$ 69.990.

Os pacotes opcionais são os mesmos das versões anteriores. A diferença é que o Kit Stile inclui rodas de liga leve de 16 polegadas, controlador automático de velocidade e volante revestido de couro.

A Precision 1.8, que até então era a de topo da linha, parte de R$ 75.490. De série há rodas de liga leve de 16”, frisos, maçanetas externas e para-choques com detalhes cromados, volante de couro, controlador automático de velocidade, apoio de braço para o motorista, banco traseiro bipartido, sensor de obstáculos na traseira e central multimídia com tela de 7”.

Os opcionais são câmera na traseira e air bags laterais. O pacote Tech traz abertura das portas e partida do motor sem uso de chave, retrovisores externos com rebatimento automático e ar-condicionado digital.

O quadro de instrumentos tem tela de 7“, há acionamento automático dos limpadores de para-brisa e faróis, além de retrovisor eletrocrômico. O kit Stile acrescenta bancos revestidos de couro e rodas de liga de 17“.

hgt
FIAT/DIVULGAÇÃO
Cronos HGT é topo de linha

A inédita versão HGT passa a ser a de topo da linha. A opção com apelo esportivo é baseada no Cronos Sport, conceito mostrado no Salão do Automóvel, em novembro do ano passado.

De série há ar-condicionado digital, bancos com revestimento exclusivo e detalhes pintados de preto, como a capa dos retrovisores e o spoiler na tampa do porta-malas. As rodas são de liga leve de 17”, a grade dianteira tem acabamento escurecido e as maçanetas são da mesma cor da carroceria.

Entre os opcionais há teto bicolor, bancos de couro, câmera traseira e air bag laterais. Para essa opção há ainda o mesmo pacote Tech 2 disponível para a versão Precision.

A cabine tem acabamento semelhante à do “irmão” Argo HGT. Bancos, volante e pomo do câmbio são revestidos de couro e têm detalhes vermelhos. As telas do painel de instrumentos e da central multimídia de TFT são coloridos. O sistema de conectividade, aliás, é igual ao do Argo Trekking.

O Cronos 1.8 HGT vem bem recheado de série. Entre os itens de segurança há controles de tração, estabilidade e velocidade de cruzeiro, além de assistente de partida em rampas.

Cronos patina em vendas

O Cronos está longe de ser um sucesso de vendas. No acumulado dos seis primeiros meses do ano, o Fiat ficou na oitava posição entre os sedãs compactos à venda no País. Foram vendidas cerca de 11 mil unidades.

Para comparação, o líder Prisma teve quase 41 mil vendas no período. Depois do Chevrolet e antes do Fiat vêm: Ford Ka Sedan (22,9 mil), Volkswagen Virtus (22 mil), Hyundai HB20S (15,8 mil), Volkswagen Voyage (15,4 mil), Toyota Yaris (14,7 mil) e Renault Logan (12,7 mil).

Na nona posição aparece o Nissan Versa, com 10,1 mil unidades emplacadas. Completa a lista dos “dez mais” o Grand Siena. O “outro irmão” do Cronos teve 9,2 mil vendas no primeiro semestre.

Aposta no visual

No lançamento do Cronos à imprensa, em fevereiro de 2018, a grande aposta da Fiat no novo modelo chamou a atenção. Executivos da empresa disseram que a missão do sedã era “mudar a percepção que as pessoas têm da marca.”

O argumento faz sentido. A Fiat, que havia tempo só oferecia modelos envelhecidos, passou a investir fortemente no visual de seus carros. Tudo começou com a picape Toro, lançada em 2016. A chegada do Argo, no ano seguinte, evidenciou ainda mais essa estratégia.

A Fiat também informou no evento de lançamento que o Cronos seria um sedã compacto e funcional. A meta era agradar as famílias, mas sem ser “careta”. Nesse aspecto, os projetistas fizeram um bom trabalho.

As linhas do Cronos são harmoniosas e o porta-malas tem bons 525 litros de capacidade. Mesmo assim, a traseira é curta, o que deixa o modelo menos “careta”, como queria a marca. O sedã utiliza a plataforma MP-S, a mesma do Argo, com 36 cm a mais no comprimento. O Cronos mede 4,36 metros. São 2,52 m de distância entre os eixos.

Cronos é bom de espaço

No banco traseiro, dois adultos e uma criança viajam com conforto. Há bom espaço para a cabeça e as pernas. Além de ser amplo, o compartimento de bagagem tem fácil acesso. O mérito é da entrada grande e da tampa com 97° de ângulo de abertura.

A suspensão é do tipo McPherson na frente e semi-independente com barras estabilizadoras atrás. O maior pênalti do Cronos é a posição de dirigir. Mesmo com o ajuste do banco no nível mais baixo, o motorista fica muito elevado. Isso pode não agradar a todos.

O desempenho do motor 1.8 de 139 cv é bom, mas muito longe de ser esportivo. Há boa oferta de torque em baixas rotações, o que garante agilidade no uso diário, e o câmbio automático é rápido nas trocas.

Mas ao pisar com força no pedal do acelerador, o sedã demora um pouco a responder. Por isso, em ultrapassagens, por exemplo, é bom o motorista tomar algum cuidado. A Fiat divulga aceleração de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e velocidade máxima de 196 km/h.

FICHA TÉCNICA – Fiat Cronos HGT 1.8

Preço sugerido: R$ 78.490
Motor: 1.8, 4 cil., 16V, flexível
Potência (cv)*: 139 a 5.750 rpm
Torque (mkgf)*: 19,3 a 3.750 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas
Comprimento: 4,36 metros
Largura: 1,73 metro
Entre-eixos: 2,52 metros
Porta-malas: 525 litros

*Dados com etanol; Fonte: Fiat

Prós – ACABAMENTO

O interior é caprichado e o porta-malas, com 525 litros de capacidade, bem amplo.

Contras – POSIÇÃO DE DIRIGIR

Mesmo com a regulagem do banco no mínimo, o motorista acaba ficando em posição muito elevada.


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas