Notícias

Novo Duster recebe quatro estrelas em teste do Latin NCAP

Segunda geração do Duster foi passou por testes de impacto frontal e lateral. Modelo deve chegar ao País em 2020

Redação

31 de out, 2019 · 3 minutos de leitura.

duster" >
Duster testado tinha apenas air bags frontais
Crédito:Latin NCAP/Divulgação
duster

O Latin NCAP testou a nova geração do Renault Duster. O modelo já é vendido na Colômbia e no Chile e deve chegar ao Brasil em 2020. A unidade testada foi produzida na Romênia e trazia apenas air bags frontais. Ainda assim, o SUV conseguiu quatro estrelas na proteção para adultos e três para a infantil.

INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

Segundo o relatório da entidade, o Duster se saiu bem ao proteger cabeça e pescoço dos ocupantes para frente. A proteção para a região toráxica para o motorista foi mediana, mas considerada adequada para o passageiro da frente. Os joelhos do motorista podem se chocar com a coluna de direção e painel, registrando proteção mediana. O mesmo pode ocorrer com o passageiro da frente.

O maior problema é a estrutura do SUV, considerada instável e pouco capaz de suportar cargas superiores. A cabine teve intrusão considerável no impacto lateral. De acordo com o Latin NCAP, esse não é um resultado esperado para um carro renovado. A cabeça dos dummies infantis tiveram contato com a carroceria no impacto, aumentando a possibilidade de ferimentos.

Ao menos, há fixações Isofix e Top Tether para cadeirinhas infantis nos assentos laterais traseiros. A unidade usada no teste do Latin NCAP não tinha air bags laterais. Por aqui, o novo Duster deverá ter ao menos quatro air bags, como o restante da linha Renault vendida no Brasil.

Duster no Brasil

O novo Duster será produzido na fábrica da marca em São José dos Pinhais (PR). Ainda não se sabe que motores o novo carro usará, mas o mais provável é que mantenha os atuais 1.6 e 2.0 de aspiração natural. Na Europa, o 1.6 foi substituído em agosto por um 1.0 turbo de três cilindros com 100 cv na base da gama.