elétricos
BYD/Divulgação

Polícia Civil de SP recebe o BYD D1, carro elétrico para motoristas de app

Hatch elétrico D1 será testado pela Polícia e tem itens como sirene e cela no porta-malas; BYD também deu um carregador para a instituição

Por Jady Peroni 31 de out, 2022 · 5m de leitura.

A BYD entregou uma unidade do elétrico D1 para a Polícia Civil do Estado de São Paulo. O hatch é o terceiro carro a baterias da marca no Brasil e estreou no mercado nacional em julho, com foco nas vendas diretas e nos motoristas de aplicativo. De acordo com a montadora, o modelo será avaliado por diversas unidades e divisões da corporação.

O intuito é contribuir na economia de combustível, bem como na redução das emissões de carbono e outros poluentes. Além disso, o BYD D1 auxilia na redução de custos com peças de reposição e de manutenção da frota. O modelo foi entregue na cor preta, no padrão visual utilizado pela Polícia Civil. No mais, conta com sinalizadores, sirene e LEDs estroboscópicos. O porta-malas também ganhou uma cela. Segundo a marca chinesa, o departamento ganhou um carregador do tipo 2 de 7kW na Divisão de Transportes, para o carregamento das baterias.

BYD D1
Divulgação/BYD

“O BYD D1 EV é mais uma prova de nosso envolvimento com a mudança de cultura do mercado, sobretudo das empresas e corporações, que cada vez mais utilizam veículos sustentáveis.  Neste aspecto, a Polícia Civil de São Paulo inicia um trabalho pioneiro com carros elétricos em relação a instituições de outros Estados”, disse Henrique Antunes, diretor de vendas da BYD Brasil.

Como é?

O BYD D1 é um monovolume com preço inicial de R$ 269.990 e foco no uso urbano. O compacto traz um motor elétrico de desempenho modesto, que gera o equivalente a 130 cv de potência e 18,3 mkgf de torque. Já a velocidade máxima atinge 130 km/h. No mais, tal como os demais carros da marca, tem um pacote de baterias Blade com capacidade de 53 kWh o que, segundo a BYD, fornece autonomia de até 317 km. Além disso, recarrega de 30% a 80% em 35 minutos em estações de carga rápida.

Divulgação/BYD

A minivan foi feita em parceria com a Didi Chuxing, gigante chinesa de mobilidade e dona do aplicativo 99. Um destaque, inclusive, é a porta corrediça elétrica na lateral direita, para facilitar o embarque e desembarque de passageiros. No mais, traz portas convencionais. No total, mede 4,39 metros de comprimento e tem uma generosa distância de entre-eixos de 2,80 metros. Por sua vez, a altura é de 1,65 m e a largura tem 1,85 m.

Bem equipado

No interior, o BYD D1 conta com recursos inteligentes. A central multimídia de 10,1 polegadas traz sistemas de entretenimento e demais funções do carro. O equipamento ainda faz a verificação do motorista, embarque e desembarque, pagamento e atendimento ao cliente. De série, há ar-condicionado de duas zonas, chave presencial e partida por botão.


elétricos uber
Divulgação/BYD

No geral, o D1 é um carro simples, mas vem com farta tecnologia. É o caso, por exemplo, do sistema de direção autônoma nível 2. Ou seja, há recursos como frenagem automática de emergência, alerta de mudança e saída de faixa e de colisão com detecção de pedestres, assim como sistema de monitoramento. Dessa forma, o veículo auxilia o motorista no dia a dia. Além disso, há controle de cruzeiro adaptativo (ACC) e acendimento automático dos faróis.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.