Notícias

Presidente da Toyota reclama de impostos e cobra equilíbrio fiscal

Para o chefe da Toyota brasileira, é urgente adotar uma carga tributária mais justa e promover o equilíbrio fiscal entre as montadoras

Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

05 de fev, 2021 · 4 minutos de leitura.

suv do corolla" >
Toyota prepara o lançamento do inédito Corolla Cross, seu primeiro SUV produzido no Brasil
Crédito:Toyota/Divulgação

A Toyota vai concluir em breve o ciclo de investimentos de R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba, no interior paulista. Assim, a unidade começará a produzir o Corolla Cross, primeiro SUV nacional da marca. Entretanto, a japonesa sinaliza preocupação com o momento do Brasil, ainda envolto de incertezas econômicas e políticas.

Por isso, o presidente da Toyota brasileira, Rafael Chang, cobrou uma carga tributária mais justa. Bem como um maior equilíbrio fiscal na indústria. ?Precisamos de condições mais equilibradas e justas, inclusive tributárias?, afirmou Chang. Além de impostos, o executivo refere-se aos benefícios fiscais concedidos a outras montadoras.

Toyota Corolla Cross
Toyota/Divulgação

Projeção menor de crescimento

Com a chegada do Corolla Cross, a Toyota projetava um crescimento de 38% nas vendas para 2021. Entretanto, após um início de ano ruim, a japonesa refez as contas. E prevê crescer 25% nos emplacamentos. Assim, passará das 134 mil unidades de 2020 para cerca de 170 mil carros.

?Uma agenda de competitividade se faz mais do que necessária neste momento. Em curto e médio prazos, vai possibilitar atrair novos investimentos. E, assim, gerar mais empregos e renda, tão necessários ao desenvolvimento do País?, disse Rafael Chang.



O executivo lembrou das recentes decisões de Ford e Mercedes-Benz, que fecharam fábricas no país. ?Vimos importantes empresas do nosso setor deixarem de produzir no Brasil. Estamos sempre abertos ao diálogo e prontos para compartilhar valor e soluções em conjunto?, ressaltou Chang.

No fim de 2020, a Toyota criticou publicamente a renovação dos benefícios fiscais para fábricas do centro-oeste do Brasil. Neste caso, o Grupo Caoa, com unidade em Anápolis, Goiás. E a HPE Automotores, que representa Mitsubishi Motors e da Suzuki Veículos, com instalações em Catalão.

Para a japonesa, a medida traz desequilíbrio à indústria.

Toyota Etios
Toyota/Divulgação

Entra Corolla Cross, sai linha Etios

O Corolla Cross vai chegar às lojas em março para concorrer com o Jeep Compass, atual campeão da categoria. Dessa maneira, a Toyota vai aposentar a linha Etios após quase nove anos. Da mesma forma, vai reposicionar o Yaris como opção de entrada.

O Corolla Cross deverá ter preço inicial próximo de R$ 130 mil. E chegará antes de outro arquirrival, o Volkswagen Taos, que estreia em abril.

Continua depois do anúncio

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se