17/01/2016 - 3 minutos de leitura.

Produção de motos cai quase 17% em 2015

Retração do setor foi de 16,8% de janeiro a dezembro, de acordo com números consolidados pela Abraciclo

Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.


Retração do setor de duas rodas, de 16,8%, foi bem pior que a do ano anterior, de 9,3%

O segmento de motocicletas terminou o ano de 2015 com baixa de 16,8% ante os doze meses de 2014. No acumulado do ano, foram produzidas 1.262.708 motocicletas, contra 1.517.662 no ano anterior. Trata-se de queda bem maior que a registrada em 2014, quando a produção caiu 9,3% diante de 2013. Os números foram divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Abraciclo.

No mês de dezembro de 2015, foram fabricadas 50.633 motocicletas. Esse número corresponde a uma baixa de 32,5% ante novembro (com 74.972 unidades) e 40,3% em relação a dezembro de 2014 (84.820 unidades).

Já no que se refere a vendas no atacado, para as concessionárias, as 69.253 unidades de dezembro significam uma queda de 1,6% em comparação com novembro (70.398) e 39,3% ante dezembro de 2014 (114.104). No acumulado do ano, as 1.189.933 motocicletas comercializadas são volume 16,8% inferior ao de 2014, com 1.430.393 vendidas.

As exportações somaram 5.944 unidades em dezembro, 5,6% a menos que em novembro e 1,8% inferiores a dezembro de 2014. No acumulado do ano, a queda em relação a 2014 foi de 21,5%.

Otimismo. Apesar da sucessão de números negativos, as perspectivas do setor para 2016 são de ligeiro crescimento. As fabricantes projetam uma produção de 1.295.000 unidades (2,5% a mais que em 2015), vendas no atacado de 1.220.000 (alta de 2,5%), varejo de 1.280.000 (acréscimo de 0,5%) e exportação de 75 mil unidades (o que representaria melhora de 8,5% sobre o desempenho do ano passado).

Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais