Notícias

Volkswagen registra o nome Amarok nos EUA e tem ligação direta com a nova Ford Ranger

Parceria entre Volkswagen e Ford poderá facilitar produção da nova geração da Amarok no país. Picape pode não vir ao Brasil

Emily Nery, Especial para o Estado

27 de mai, 2021 · 5 minutos de leitura.

Amarok" >
Teaser da nova Amarok
Crédito:Volkswagen/Reprodução

O maior mercado de picapes do mundo pode estar prestes a receber uma velha conhecida no Brasil, a Amarok. A Volkswagen entrou com um pedido para registrar o nome da picape média nos Estados Unidos no dia 13 de maio. Contudo, essa certidão pode significar não só uma, mas uma linha de picapes em território estadunidense.

De acordo com a CarBuzz, o registro do nome Amarok é resultado da parceria entre a Ford e a Volkswagen nos EUA. Assim, o país norte-americano deverá receber o utilitário em sua nova geração, que será apresentada no 1º semestre de 2022.

Quando firmada, a parceria entre as duas montadoras previa a construção de duas vans comerciais, um modelo elétrico, bem como o compartilhamento de plataformas. Desse modo, a Ford poderá usufruir da plataforma MEB, da VW, para produzir carros elétricos.

Ranger
Ranger será completamente nova, mas Ford mantém segredo absoluto Ford/Divulgação

Como ocorrerá globalmente, a marca alemã poderá se beneficiar da arquitetura da próxima geração da Ranger para construir a nova Amarok dentro do território dos EUA. Isso evitaria, por exemplo, o pagamento do imposto em cima de picapes estrangeiras.

Em contrapartida, seria peculiar que a Ford produzisse o concorrente direto da Ranger em seu maior mercado. Além disso, acredita-se que os clientes de picapes são fiéis às fabricantes. O comportamento dificultaria a introdução de uma novo modelo da Volkswagen 37 anos após a descontinuidade da sua última picape nos EUA.

picapes volkswagen
Tarok foi mostrada no Salão de São Paulo de 2018 e ainda está em aprovação Paulo Whitaker/Reuters

Mudança na gama

Outro fator crucial nessa teoria é que a companhia europeia está mudando toda a sua gama de automóveis nos EUA. Os hatches e peruas estão dando lugar a SUVs médios e grandes, como é o caso do Tiguan e do Atlas. Desta forma, abre-se caminho para introduzir uma outra picape: a Tarok.

Não foi só por aqui que o conceito da Tarok surgiu. Nos EUA, ela foi apresentada em 2019 no Salão de Nova Iorque, e, assim como no Brasil, essa ideia foi abafada. Desde então, a Hyundai lançou a Santa Cruz e a Ford lançará a Maverick. Portanto, pode ser um bom momento para a Volkswagen voltar a discutir sobre o lançamento da picape menor.

Novas Ranger e Amarok no Brasil

Confirmada para estrear no Brasil em 2023, a nova geração da Ranger seguirá com a produção na fábrica de General Pacheco na Argentina. O mesmo não ocorrerá com a Amarok.

Conforme antecipamos no Jornal do Carro, a produção da nova geração do modelo da marca alemã se concentrará na África do Sul. Por isso, a comercialização da nova Amarok é incerta no Brasil. Quem poderá tomar o lugar da Amarok por aqui, neste caso, será a Tarok.

Ela poderá nascer a partir do SUV Taos e, então, ser feita na Argentina. O CEO da marca já afirmou que produzirá mais veículos sobre a plataforma MQB no país vizinho. Tem tudo para ser a Tarok, que certamente virá ao Brasil para disputar vendas diretamente com a líder Fiat Toro.


Continua depois do anúncio

Nissan Frontier XE BI-TURBO DIESEL AT 4X4
Oferta exclusiva

Nissan Frontier XE BI-TURBO DIESEL AT 4X4