Andamos na versão de entrada do novo Logan

Equipada com propulsor 1.0, opção mais simples do renovado sedã Renault tem preço a partir de R$ 28.990


Renault Logan

A renovação do Logan é parte da estratégia da Renault de conquistar 8% de participação no mercado brasileiro até 2016. Para tanto, a marca espera que as vendas do sedã, que ganhou uma bem-vinda repaginada no visual, cresçam 20%. O carro-chefe da empreitada é a versão de entrada, com motor 1.0, que o Jornal do Carro avaliou.

Seu preço parte de R$ 28.990 com o acabamento Authentique. A versão avaliada, no entanto, é a Expression, que começa em R$ 33.390.

Leia também: Renovado, Logan 1.6 enfrenta Prisma e Grand Siena
Avaliação: veja como anda a perua esportiva Audi RS6

As linhas retas foram suavizadas, dando ao sedã um aspecto menos quadradão e mais moderno. A dianteira se alinhou à identidade visual da Renault, com o grande losango da marca ao centro. Os para-lamas ficaram mais robustos, enquanto as lanternas traseiras têm um quê do rival Voyage.

Na cabine, o novo painel tem boa leitura e luzes espia que recomendam trocas de marcha para reduzir o consumo de combustível. O volante tem boa pegada. A versão Expression traz opcionais típicos de categorias superiores, como sensor de estacionamento e sistema multimídia com tela de 7″ sensível ao toque, GPS e computador de bordo de fácil manuseio. O acabamento é compatível com o do Logan antigo: simples, mas honesto.

Espaço interno e capacidade do bagageiro continuam sendo os grandes destaques do modelo. Ocupantes do banco traseiro viajam com mais conforto que nos sedãs concorrentes, e o porta-malas tem 510 litros. Há comando interno para abertura da tampa, de série em todas as versões, e banco traseiro rebatível, opcional da Expression.

Em movimento, o acerto da suspensão favorece o conforto, mas não prejudica a estabilidade em curvas. O motor 1.0 Hi-Power, herdado do hatch Clio, rende 80 cv com etanol (77 cv com gasolina) e parece subdimensionado para os 1.028 kg do carro. Como um típico 16-válvulas, ele só entrega torque acima de 4.000 rpm, exigindo constantes reduções de marcha. Na estrada, um leve aclive ou mesmo uma retomada de 80 a 100 km/h já são motivo para engatar a quarta velocidade. Como consequência, o nível de ruído se mantém acima do desejável.

NA PONTA DO LÁPIS

A configuração Authentique 1.0 é de um despojamento franciscano: direção hidráulica, ar quente e até desembaçador do vidro traseiro ficam de fora. Com esses opcionais e mais pintura metálica, o preço sobe para R$ 31.850. O acréscimo de ar-condicionado leva a tabela a R$ 34.450.

Já a versão Expression 1.0 traz todos os itens acima, menos o ar-condicionado, que eleva o preço para R$ 35.990. O catálogo de topo, que agrega também sensor de estacionamento e sistema multimídia, custa R$ 36.840 (pintura sólida) e R$ 37.890 (metálica).

Para quem roda com o carro cheio ou sente falta de um desempenho mais vigoroso, vale considerar a versão Expression com motor 1.6 de 106 cv, que traz ar-condicionado de série. A diferença de preço para a 1.0 é de cerca de R$ 3,4 mil, considerando catálogos com equipamentos equivalentes.

FICHA TÉCNICA
Preço sugerido: a partir de R$ 28.990
Motor: 1.0, 16V, 4 cilindros, flexível
Potência: 77 (G)/80 cv (E) a 5.750 rpm
Torque: 10,2/10,5 mkgf a 4.250 rpm
Câmbio: Manual, cinco marchas
0 a 100 km/h: 14,3 (G)/14,2 segundos (E)
Comprimento: 4,35 metros
Entre-eixos: 2,63 metros
Porta-malas: 510 litros
Peso: 1.028 quilos
Tanque: 50 litros

FONTE: RENAULT


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Ofertas Carros 0km

Ofertas com condições especiais


Notícias relacionadas