Usados que você consegue vender pelo preço de tabela

Modelos bem aceitos no mercado de usados conseguem ser revendidos por valores que, em alguns casos, são até superiores aos de tabela

usados
Toyota Corolla é um dos 'queridinhos' entre os usados Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Na hora de vender o usado, é normal que seja difícil atingir o valor indicado na tabela. No entanto, alguns modelos usados fogem à regra e são vendidos por valores próximos e até acima do indicado.

Um dos casos mais marcantes é o Toyota Corolla. Ao longo de toda a gama de versões e diversos anos/modelo, o sedã médio feito em Indaiatuba é um dos campeões nesse quesito. Unanimidade entre lojistas, Corollas usados só têm descontos se estiver em estado de conservação ruim, ou com débitos não pagos pelo vendedor. A maioria é vendida por valores bem acima da cotação.

Um modelo seminovo, como um XEi 2.0 ano 2017, tem cotação de R$ 74.350 na pesquisa do Jornal do Carro. No entanto, esse preço só é praticado em unidades ano 2016 modelo 2017. Mesmo assim, foi difícil encontrar uma unidade com valor próximo. Em uma loja pesquisada, a versão chega a custar R$ 89.990, bem acima da tabela.

+ Conheça a página do Jornal do Carro no Facebook

Segundo lojistas, o “fenômeno Corolla” se deve à boa confiabilidade do modelo, que conquistou muitos compradores. Não a toa, o Corolla é o líder de vendas disparado entre os sedãs médios.

Se faz bonito entre os zero-quilômetro, o bom desempenho continua quando o carro chega ao mercado de usados. “Já vi Corolla ficar menos de 24 horas no estoque da loja” afirmou um lojista da zona norte de São Paulo.

Ainda segundo especialistas, entre os sedãs médios, o Toyota é o único com comportamento expressivo no mercado de usados. “Civic e Cruze vão bem, mas demoram mais a girar e os preços acabam caindo mais”, afirmou outro lojista.

Veja também: 20 usados para comprar de olhos fechados

HR-V é melhor entre SUV usados

Da Honda, o modelo mais valorizado é o HR-V. Unidades 2016, tabeladas a R$ 74 mil, podem ser encontradas por até R$ 88 mil, caso de algumas lojas pesquisadas. A alta aceitação do SUV compacto entre os novos também se reflete no mercado de usados. “No HR-V, a tabela é quase como um piso. Quanto melhor estiver a unidade, mais ela pode custar”, informou um lojista da zona sul da capital.

Compactos

Entre os modelos de entrada, o Onix é apontado como um dos “melhores de loja”. Bastante popular, o hatch da Chevrolet costuma ser negociado por valores próximos às cotações de usados. No entanto, a margem para “esticar” o preço do modelo mais simples é menor.

Com cotação média de R$ 32.250, unidades da versão LT 1.0 de 2016 costumam ser vendidas por até R$ 38 mil. Ainda assim, no caso do Onix, é mais fácil encontrar carros por valores próximos ao da tabela do que em carros mais caros.

Outro “queridinho” é o Hyundai HB20. Na cotação do JC, a versão Comfort Plus 1.6 com câmbio manual tem média de R$ 38.650, mas os valores mais comuns giram entre R$ 42 mil e R$ 45 mil em lojas consultadas. A ampla oferta de unidades bem conservadas e a fama de resistente do modelo atraem compradores.

Isso não só valoriza o HB20, mas também faz os exemplares usados ficarem menos tempo nas lojas.

 


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais


Notícias relacionadas