Diogo de Oliveira, Especial para o Estado

03/05/2021 - 3 minutos de leitura.

Frota mundial de veículos elétricos será de 145 milhões em 2030

Estudo da Agência Internacional de Energia aponta que, se estimulada, frota de elétricos pode chegar a 240 milhões no fim da década

elétricos e híbridos
Carros elétricos e híbridos já superam os movidos a diesel na Europa Crédito: Foto: George Frey/Reuters
Carro

Vai comprar um 0km? Nós te ajudamos a escolher.

As crescentes vendas de veículos elétricos no mundo parecem caminhar no ritmo das recentes previsões da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês). Segundo o estudo Global Electric Vehicle Outlook, a frota global de carros, vans, ônibus e caminhões elétricos será de 145 milhões em 2030. E pode até superar este número no fim da década.

De acordo com a IEA, um total de 3 milhões de veículos elétricos foram vendidos no mundo em 2o2o. Ou seja, um volume recorde. Na comparação com 2019, o aumento foi, então, de 41%. Assim, a agência diz que a frota circulante já supera os 10 milhões de carros hoje, com mais 1 milhão de ônibus, vans e caminhões totalmente elétricos.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Alta de 140% no trimestre

O relatório da Agência Internacional de Energia prossegue com números atuais, de 2021. Apenas no 1º trimestre (entre janeiro e março), os veículos elétricos registram alta de 140% em relação aos pedidos feitos no ano passado, totalizando cerca de 1,1 milhão de unidades. Isso tudo em meio ao cenário de queda de 16% na indústria de carros em 2020.

A demanda pelos veículos elétricos é tamanha, que o estudo da IEA aponta que a frota pode chegar a 230 milhões até o fim da década. Contudo, essa projeção só é possível se mais países adotarem políticas de incentivo. Em 2020, os carros elétricos movimentaram US$ 120 bilhões, um total 50% maior que o de 2019, e US$ 14 bilhões foram de bônus governamentais.

Para o diretor executivo do IEA, Fatih Birol, os veículos elétricos são peças indispensáveis para se alcançar a emissão zero de carbono no mundo. “As tendências de vendas atuais são encorajadoras. Mas nossos objetivos compartilhados de clima e energia exigem uma absorção ainda mais rápida do mercado”, completou Birol, referindo-se à políticas de incentivo.



Notícias relacionadas


Ofertas 0KM

Mais ofertas

Mais ofertas exclusivas

Veja todas as condições especiais