Notícias

VW Polo Track: o que já sabemos sobre o hatch que vai substituir o Gol

Volkswagen terá nova família de compactos em 2023 sobre a plataforma MQB; Polo Track será o primeiro a chegar para substituir o medalhão Gol

Diogo de Oliveira

08 de nov, 2021 · 8 minutos de leitura.

VW Polo Track
Projeção do designer Kleber Silva para o Jornal do Carro mostra como deve ficar o Polo Track
Crédito:Kleber Silva/KDesign AG/Jornal do Carro

Após um ciclo de investimentos dedicado aos SUVs, a Volkswagen vai finalmente renovar seus carros de entrada. Entre 2022 e 2026, a marca alemã vai investir R$ 7 bilhões no Brasil para lançar uma nova família de compactos nacionais. O primeiro deles está confirmado para 2023: será o Polo Track, hatch que substituirá o Gol.

Tal como o nome sugere, o novo hatch será uma versão do atual Polo com simplificações, para, então, ter preço competitivo. A produção será na fábrica de Taubaté (SP), que receberá a plataforma modular MQB. É sobre essa arquitetura que a montadora vai produzir não só o Polo Track, mas também as novas gerações do sedã Voyage e da picape Saveiro.

VW Polo Track
Kleber Silva/KDesign AG/Jornal do Carro

Atualmente, os três populares são os únicos modelos da marca alemã na região da América Latina que utilizam a base PQ24 . Ou seja, com a adoção da plataforma MQB, a Volkswagen vai reduzir custos, já que todos os seus carros serão feitos sobre a mesma arquitetura. Além disso, as novas exigências em relação à segurança serão contempladas.

Por exemplo, o Polo Track terá chapas mais rígidas e resistentes a impactos, bem como dispositivos eletrônicos como o controle de estabilidade (ESC). Este é um dos itens que forçará a aposentadoria do Gol em 2023. Afinal, a partir de 2024, o sistema - que também atende pela sigla ESP, de Programa Eletrônico de Estabilidade - será obrigatório.

Volkswagen quer elétrico a etanol
Volkswagen/Divulgação

1.0 turbo do Up! TSI

A partir de 2022, o Brasil terá leis de emissões mais rigorosas. E para cumprir os novos limites do Proconve L7, o Polo Track poderá usar o motor 1.0 turbo que equipava o Up! TSI até o começo deste ano. Ou seja, estamos falando da versão mais mansa, com 105 cv de potência e um torque máximo de 16,8 mkgf com etanol.

O 1.0 turbo poderá ter opção de câmbio manual e automático. Além dele, é esperado que o hatch traga o atual 1.0 3-cilindros de aspiração natural na base. Este gera 84 cv e 10,4 kgfm de torque, e é conectado apenas ao câmbio manual de cinco marchas. Segundo o site Autos Segredos, o Gol terá só este motor a partir de 2022, por causa dos novos limites emissões.



Híbrido flex

Ainda não é para 2023, mas a Volkswagen trabalha declaradamente na criação de um sistema híbrido flexível no Brasil. E, assim, espera-se que os futuros compactos nacionais tenham a mecânica mais ecológica. Mas isso só deve acontecer a partir de 2024 ou 2025, quando a montadora deverá dar início a uma ofensiva nesse segmento, com tecnologia local.

Parte do investimento de R$ 7 bilhões se destinará justamente ao projeto do híbrido flex. A Volkswagen desenvolve uma opção eletrificada com base no uso do etanol, que é um combustível renovável. Dessa forma, o sistema será ainda mais ecológico, já que tem ciclo sustentável, com a reabsorção dos gases dos carros pelas lavouras da cana-de-açúcar.

Novo Gol Polo Track
Divulgação/Volkswagen

Novo Gol em 2024

Apesar da despedida, o Volkswagen Gol voltará. Mas não como o hatch que é feito no Brasil desde 1980. Tal como contamos no Jornal do Carro, a marca alemã está desenvolvendo um novo Gol com estilo de SUV. Assim, o modelo deixará de ocupar o posto de carro de entrada da marca, e passará a ser o SUV mais em conta da montadora no País.

Continua depois do anúncio

Segundo apuração do jornalista Marlos Ney Vidal, do site Autos Segredos, o novo Gol atende internamente pelo código "VW 246" e tem lançamento previsto para janeiro de 2024. Dessa forma, chegará às lojas pouco depois da aposentadoria da geração atual, que será feita até 2023, porém apenas com motor 1.0 flex, para atender aos limites de emissões.

Embora não esteja prevista uma versão puramente elétrica, o novo Gol deverá ter o visual inspirado nos modelos da família ID de carros elétricos. Em especial o hatch ID.3, primeiro modelo alimentado por baterias da Volkswagen, que chega em 2022. Assim, podemos esperar um Gol com linha modernas e robustas, tal como o novo Citroën C3.

VW Play no Polo e Virtus
Divulgação/Volkswagen

Multimídia conectada

Para além da "descarbonização", que tem prazo na marca para 2050, a Volkswagen vai investir em conectividade. Atualmente, a alemã tem uma das centrais multimídia mais modernas do mercado. Entretanto, o aparelho não oferece internet nativa, ou seja, não possuí um chip que conecta o carro à internet sozinho, sem o 4G do celular.

Após ver algumas concorrentes avançarem na conectividade, a montadora vai lançar em breve a versão conectada do sistema VW Play em seus carros. A previsão é de que os primeiros modelos com internet a bordo cheguem em 2022, quando serão lançados no Brasil os novos Polo e Virtus reestilizados, além do sedã Jetta e do SUV Tiguan Allspace.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se