licenciamento
Detran-SP/Divulgação

Licenciamento 2023 fica mais caro; veja o calendário oficial do Detran-SP

Tal como em 2022, Licenciamento 2023 irá de julho a dezembro, conforme o número final da placa do veículo; taxa salta para R$ 155,23

Por Vagner Aquino 30 de dez, 2022 · 4m de leitura.

O Detran-SP divulgou o calendário do Licenciamento 2023 para os veículos registrados no Estado. Tal como em 2022, os vencimentos ocorrerão entre os dias 1º de julho e 31 de dezembro do ano que vem, conforme os números finais das placas (confira no destaque). Entretanto, houve reajuste no valor cobrado pela renovação do documento. No exercício 2023, a taxa – para carros novos e usados – sobe de R$ 144,86 para R$ 155,23, uma alta de 7,1%.

Quem quiser pode efetuar o pagamento do tributo já a partir de janeiro. Mas, para isso, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) precisa estar quitado. Ou seja, caso o contribuinte decida parcelar o IPVA 2023, só será possível pagar o Licenciamento na última parcela. Demais débitos, como multas de trânsito, por exemplo, também precisam estar em dia. Vale lembrar que o seguro DPVAT continua extinto no próximo ano.

licenciamento
Erica Dezonne/Estadão

100% online

Assim como nos últimos anos, o Licenciamento 2023 poderá ser feito online. Para isso, basta informar o número do Renavam e pagar o tributo via internet banking ou aplicativos no celular. As lotéricas e os caixas eletrônicos de bancos conveniados também aceitam o pagamento. São eles: Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Safra, Itaú e Caixa Econômica Federal.

O documento digital fica disponível para download e impressão no item “Licenciamento Digital” nos portais do Poupatempo, do Detran.SP e do Senatran. O mesmo vale para os aplicativos Poupatempo Digital, Detran.SP e Carteira Digital de Trânsito – CDT. Quem preferir, pode imprimir o documento em papel sulfite comum. Afinal, o documento em papel moeda foi extinto.

Riscos

Quem não fizer o Licenciamento comete infração gravíssima. Desse modo, caso seja flagrado pela fiscalização, o proprietário paga multa de R$ 293,47. Além disso, recebe sete pontos no prontuário da Carteira de Habilitação (CNH), e corre o risco de ter o veículo recolhido para o pátio do Detran, que tem cobrança diária até a regularização.

Ainda de acordo com a determinação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), sem a regularização, o CRLV recebe um bloqueio. Assim, o veículo fica proibido de circular.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se

Newsletter Jornal do Carro

Complete seu cadastro para receber as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.

Campo obrigatório
Campo obrigatório
Cep inválido
CPF/CNPJ inválido
Telefone inválido
Tudo certo!

Seu cadastro foi enviado. Em breve você receberá as últimas notícias do Jornal do Carro diretamente no seu e-mail.