História

Lamborghini recria Countach destruído em teste de colisão há 50 anos

Até os pneus Pirelli Cinturato CN12 foram recriados com estruturas modernas, mas no padrão estético da época; protótipo original é de 1974

Redação, Com Bruno de Castro, especial para o Jornal do Carro

06 de out, 2021 · 5 minutos de leitura.

Lamborghini Countach" >
Exemplar do Lamborghini Countach LP500 é reconstruído pela fábrica italiana após cinco décadas
Crédito:Lamborghini/Divulgação

A Lamborghini continua a celebrar o cinquentenário do Countach, e revelou uma impressionante réplica do Countach LP500. O exemplar do superesportivo dos anos 1970 foi cuidadosamente reconstruído do zero, em uma colaboração do departamento de clássicos da marca, o Polo Storico, e o Lamborghini Centro Stile.

A ideia de remontar o protótipo, segundo a italiana, surgiu em 2017, após pedido de um cliente "aficionado por carros clássicos". No caso, a reconstrução do Countach LP500, cuja versão original foi destruída em 1974, durante testes de colisão. O projeto consumiu mais de 25 mil horas da equipe liderada por Mitja Borkert, chefe de design da Lamborghini.

Lamborghini Countach
Lamborghini/Divulgação

Dada a ausência de um modelo real, pesquisadores analisaram documentos, fotografias e desenhos originais. Neste processo, que durou meses, a equipe também ouviu pessoas que participaram da criação do modelo. Ao todo, foram necessárias 2 mil horas para recriar as linhas do protótipo com base nas imagens e nas folhas de homologação, bem como em uma digitalização em 3D do primeiro Countach LP400.



Motor V12 novinho

A (re)construção física do Countach LP500 começou pelo chassi, que é diferente da arquitetura tubular da época. Depois, então, recriou-se a carroceria. O projeto também utilizou peças de reposição dos anos 70 que passaram por restauração, assim como componentes reconstruídos, como o motor V12 central.

Com a ajuda da Fondazione Pirelli, até mesmo os pneus Cinturato CN12 foram recriados - mas com estruturas modernas, apesar de preservar o padrão estético. Por fim, a réplica recebeu a cor amarelo "Giallo Fly Speciale", para ter a aparência original.

O CEO da Automobili Lamborghini, Stephan Winkelmann, celebrou a reconstrução do clássico. "É algo extraordinário, porque nos permite admirar o lendário LP 500 de 1971 pessoalmente e pela primeira vez em tantos anos", disse o executivo.

Lamborghini Countach
Lamborghini/Divulgação

O clássico e o novo

Em agosto, a Lamborghini revelou o Countach LPI 800-4, uma releitura moderna do seu famoso esportivo. Com produção limitada em 112 unidades, o novo Countach renasceu híbrido, mas com um motor V12 para fazer jus ao passado. São 769 cv de potência máxima, ou seja, bem mais que os 440 cv do modelo original. Além disso, o conjunto (que é o mesmo do Sían) traz um motor elétrico de 48V que gera 34 cv extras.

Dessa forma, o novo Countach tem potência combinada de 803 cv, com um torque pesado de 73,4 mkgf. A caixa de câmbio - automatizado de dupla embreagem e sete marchas - vem do Aventador. E a tração é integral. De acordo com a Lamborghini, bastam apenas 2,8 segundos para ir de zero a 100 km/h. E a velocidade máxima chega a 355 km/h.

De volta ao passado, entre 1974 e 1990, a montadora lançou diversas versões do Countach, com motores mais potentes e chassi e aerodinâmica aprimorados. No total, cerca de 1,9 mil unidades saíram da fábrica em Sant'Agata, na região italiana da Bolonha.

O Jornal do Carro está no Youtube

Inscreva-se
Continua depois do anúncio